Centro de informação turístico de São Salvador do Mundo ajuda na divulgação dos pontos turísticos do concelho

O presidente da câmara de São Salvador do Mundo (Picos) afirmou na terça-feira. 19, que a abertura do centro de informação turístico “PicArte” vai ajudar na divulgação dos pontos turísticos existentes nesse município santiaguense.

Ângelo Vaz falava à imprensa após a inauguração do espaço “PicArte”, no âmbito das atividades comemorativas dos 17 anos da criação desse município do interior de Santiago, separado em 2005 como uma freguesia do concelho de Santa Catarina, que foi co-presidido pelo ministro das Comunidades, Jorge Santos.

Segundo o chefe do executivo municipal, além de promover os pontos turísticos existentes nos Picos vai ainda juntar a arte, a cultura e a história do concelho e da ilha de Santiago.

“Vamos ter um ponto turístico por excelência, mas vamos alojar também outros serviços como companhia de seguros, agência de viagem e serviços da câmara municipal, nomeadamente os serviços de contribuição e impostos, para que possa servir todos os viajantes quer os de São

Salvador do Mundo, mas também as pessoas que demandam da ilha no seu todo”, explicou.
Por seu turno, o ministro das Comunidades, que destacou a “criatividade grande” e as várias valências deste centro de informação turística, tomando como exemplo ateliê para artesãos, quer a nível da panaria e cestaria, e ainda para artistas ligadas à pintura, escultura e ao artesanato.

‟Picos e a ilha de Santiago ficam com uma boa referência. Este é um espaço para retiro e é de paragem obrigatória para todo aquele que passar de Praia para Tarrafal ou vice-versa”, observou o governante.
Segundo o ministro das Comunidades, Picos é um concelho e uma cidade com história, e com “uma das paisagens mais linda da ilha de Santiago, e quiçá de Cabo Verde”.

Jorge Santos notou ainda que este município, que vai receber investimentos no sector do turismo, nomeadamente na localidade de Mato Dento, no âmbito do projeto “aldeias turísticas rurais”, tem um potencial de desenvolvimento do turismo, que passa pelo turismo de natureza e religioso.

O centro de informação turístico, que alberga um espaço para restauração, conta ainda com guias turísticos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest