Criadores de gado pedem “socorro” ao Governo para atenuar falta de água

Os criadores de gado no município do Porto Novo, Santo Antão, pediram hoje “socorro” ao Governo no sentido de atenuar os constrangimentos existentes em termos de abeberamento do gado, disponibilizando a este município uma viatura autotanque.

O representante da Associação de Criadores de Gado do Porto Novo, Romeu Rodrigues, lembrou que “há vários anos” os pastores têm vindo a pedir um camião autotanque para atender às necessidades dos criadores, que se debatem com a situação de penúria de água para o gado.

Este responsável disse que Porto Novo, por dispor do “maior efetivo pecuário” do País, com 27 mil cabeças de gado, precisa do autotanque para salvar os seus animais.

Os serviços do Ministério da Agricultura e Ambiente no Porto Novo dispõe de um autotanque, que, porém, está avariado “há muito tempo”.

O próprio delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, Joel Barros, admitiu à Inforpress que o abeberamento do gado no concelho do Porto Novo constitui “um grande desafio” para o sector pecuário neste município, assegurando, porém, que está em curso alguns projetos que vão atenuar esta situação.

É o caso dos projetos de abastecimento de água ao Planalto Norte e da zona periférica da cidade do Porto Novo (zona baixa) que devem ficar concluídos ainda no decorrer deste ano.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest