Fogo: Mais de quatro mil litros de aguardente de má qualidade destruídos hoje pela IGAE

A Inspecção Geral das Activividades Económicas (IGAE), procedeu hoje à destruição de mais de 4.300 litros de produtos de má qualidade apreendidos no porto de Vale dos Cavaleiros pela Polícia Nacional.

O inspector-geral da IGAE, Paulo Monteiro, que acompanhou o processo de destruição dos produtos, supostamente aguardente de qualidade duvidosa e que deram entrada na ilha através do porto de Vale dos Cavaleiros, disse que é da competência da IGAE proceder à destruição dos produtos apreendidos, o que acabou por fazer, estando de visita à ilha.

Além dos 4.300 litros de produtos de má qualidade que foram apreendidos no porto de Vale dos Cavaleiros, a IGAE incluiu no processo mais uma pequena quantidade de produtos similares apreendidos no município dos Mosteiros, elevando-se para cerca de 4.500 litros.

“São mais de quatro mil litros de produtos de má qualidade que não foram para o consumo humano e que podiam prejudicar a saúde pública”, disse Paulo Monteiro.

Se cada litro dos produtos apreendidos for comercializado por 300 escudos, a quantidade destruída representa um valor superior a um milhão e trezentos mil escudos.

No lote dos produtos apreendidos e que foram destruídos hoje encontra-se uma pequena quantidade de produtos apreendidos nas lojas de comerciantes chineses, nomeadamente guloseimas.

Os produtos foram transportados a partir da esquadra policial de São Filipe numa viatura de marca Dina que fez duas viagens para levar vários barris de plásticos de 200 litros e outros de menor dimensão, assim como caixas contendo garrafinhas com produtos considerados aguardente de má qualidade.

No ano passado, recorda-se, a Polícia Nacional (PN) tinha destruído mais de dois mil litros de produtos de má qualidade apreendidos no porto de Vale dos Cavaleiros.

A missão da IGAE que se encontra de visita à ilha com o objectivo de dialogar com os presidentes das câmaras dos três municípios da ilha e encetar contactos com os operadores económicos para esclarecer as muitas dúvidas que existem sobre as resoluções, tem agendado para a tarde de hoje um encontro com o presidente da câmara de São Filipe, Nuías Silva, seguido de um outro com os operadores económicos de São Filipe.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest