Governo prevê ano agrícola “normal” com deficiência em alguns concelhos do país

O ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, afirmou hoje que as expectativas são de um ano agrícola “normal” e que a situação “é diferenciada” entre os vários concelhos do país.

O governante fez estas afirmações em declarações à imprensa, quando instado sobre as perspetivas do Governo relativamente ao ano agrícola 2022-2023, à margem do workshop Nacional de Consulta Estratégica do Quadro de Programa País (CPP) FAO-Cabo Verde 2023-2027, realizado esta terça-feira, na Cidade da Praia.

“Neste momento estamos a fazer as avaliações (…). Dentro de duas semanas teremos uma avaliação que possa permitir falar com mais equidade e propriedade sobre os resultados do ano agrícola”, declarou.

Gilberto Silva lembrou, no entanto, que o Ministério da Agricultura e Ambiente não avalia o ano agrícola somente em termos de produção de grãos, nomeadamente milho e feijões, mas também em termos de produção de pastos e recarga dos lençóis freáticos.

“Não avaliamos o ano agrícola só em termos de produção de grãos, avaliamos também em termos de produção de pastos em termos de recarga dos lençóis freáticos porque exploramos as águas subterrâneas e precisamos desta exploração das águas subterrânea para a produção de regadio e durante o ano e a avaliação é feita por uma equipa pluridisciplinar na avaliação”, declarou.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest