Hotelaria regista aumento de hóspedes de 40 % no primeiro trimestre de 2024, segundo INE

O sector da hotelaria em Cabo Verde registou no primeiro trimestre de 2023 mais de 303 mil hóspedes, correspondendo a um aumento de 40,3% face ao mesmo período do ano de 2023, informou hoje o INE.

No primeiro trimestre de 2024, os estabelecimentos hoteleiros em Cabo Verde registaram 303 298 hóspedes e 1.523.785 dormidas, o que corresponde a aumentos de 40,3% e 16,9%, respetivamente, face ao mesmo período de 2023. São dados do do Instituto Nacional de Estatística (INE) referentes à “Movimentação de Hóspedes” do primeiro trimestre do ano.

A mesma fonte adianta que a ilha do Sal continua a ser a mais procurada pelos turistas, com a maioria das entradas nos estabelecimentos hoteleiros, 57,7% do total, segue-se a ilha da Boa Vista, com 24,1%, Santiago, com 8,1%, Santo Antão, com 4,6%, e São Vicente, com 4,2%. As restantes ilhas tiveram um peso de 1,3% das entradas.

A nível da proveniência de turistas, o Reino Unido manteve-se como principal país de origem, contudo os turistas suecos têm maior permanência em Cabo Verde, com uma estadia média de 6,5 noites, superior à média de 4,7 noites nos estabelecimentos hoteleiros.

A seguir surge a Alemanha (11,4%), os Países Baixos (Bélgica+Holanda) (11,0%), França (10,8%), Suécia (5,9%) e Portugal (5,6%). Os outros países agregados representam 23,2% do total das entradas nos estabelecimentos hoteleiros, no primeiro trimestre de
2024.

A análise por tipo de estabelecimento, adianta a mesma fonte, revela que os hotéis continuam a ser os mais procurados, representando 79,5% do total das entradas, seguido dos hotéis-apartamento, com 13,5%, as residências com 4,5% e as pensões com 1,5%.

Também relativamente às dormidas, os hotéis representaram 84,0%, os hotéis-apartamentos 12,9%, as residências 1,9% e as Pensões 0,7%.

Balai Notícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest