INE socializa projeto MasterData que irá fornecer indicadores com mais frequências

O Instituto Nacional de Estatística (INE) procedeu esta terça-feira, 12, à socialização do novo projeto MasterData que irá fornecer indicadores com maior frequência, qualidade, grau de precisão e que respondam às necessidades que o País tem.

A informação foi avançada pelo responsável do projeto, Bruno Barros, momentos antes do atelier de socialização do projeto MasterData, que decorreu hoje, na Cidade da Praia, e reuniu instituições, organizações e proprietários dos registos administrativos.

Explicou que para além de reunir registos administrativos de todas as instituições públicas, o projeto irá centrar-se também nas questões sociais com informações do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), finanças, câmaras municipais e outras instituições, fazendo a ligação dos dados, permitindo assim fornecer indicadores com maior frequência, qualidade e maior grau de precisão.

Segundo o responsável, trata-se de um projeto menos custoso sendo que foi feita apenas a junção da parte tecnológica e da capacidade técnica num único projeto que irá disponibilizar dados com pouco recursos.

“Realizar operações no terreno custa muito e como não temos recursos suficientes para fazer inquéritos, operações no terreno com mais frequência. O projeto MasterData não implica envolvimento de muitos recursos porque a maioria dos investimentos tecnológicos e capacidade técnica exigida o País já tem”, acrescentou

Entretanto avançou que neste momento os dados já existem, mas sublinhou que o maior desafio passa por reunir todas as instituições envolvidas neste projeto.

“O projeto já está a ser desenvolvido, já foi testada a parte técnica e tecnológica e neste momento vamos começar a recolher os dados efetivos das instituições”, disse o responsável que assegurou que estão a trabalhar também a nível da segurança para que o processo não seja interrompido.

Bruno Barros afirmou que com este projeto, Cabo Verde poderá ser o primeiro País em África a produzir estatística oficial a nível de demografia utilizando totalmente registos administrativos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us