Mais de uma centena de jovens lavadores de carro em Cabo Verde beneficiados com projeto Car WashVerde

Cerca de 120 jovens lavadores de carro das ilhas de Santo Antão, Sal, São Vicente e Santiago vão beneficiar do projeto Car Wash Verde que visa contribuir para a melhoria da prestação dos serviços destes profissionais, informou o IEFP.

A informação foi avançada esta terça-feira, 04, pelo presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Paulo Santos, no ato de apresentação pública do Projeto de Formação em Gestão de Pequenos Negócios para Lavadores de Carro- Projeto Car WashVerde-

Na ocasião, o responsável ressalvou que a juventude cabo-verdiana é a prioridade para o crescimento económico e sustentável do País, e neste sentido o Governo tem criado “vários instrumentos” de apoio, de fomento empresarial, de modo a facilitar a implementação dos projetos promovidos por jovens cabo-verdianos.

Desta forma, apontou que referido projeto visa permitir que os beneficiários tenham acesso aos programas e políticas públicas de apoio ao emprego jovem, valorizar atividades dos lavadores de carro e contribuir para a melhoria das condições de trabalho.

O projeto tem uma componente que é fundamental, segundo Paulo Santos, a formação, dotar a juventude de instrumentos, e uma outra que é disponibilizar um conjunto de instrumentos necessários para facilitar a implementação, “com sucesso”, do próprio negócio, os kits de promoção ao autoemprego.

O projeto tem como propósito, segundo o mesmo, integrar e apoiar 120 jovens lavadores de carro das ilhas de Santo Antão, Sal, São Vicente e Santiago, para contribuir para a melhoria da prestação dos seus serviços, da imagem destes profissionais, garantir a segurança e a higiene no trabalho.

Para além da formação, os beneficiários receberão kits com uniformes, equipamento de lava jato, botas, chapéu, limpa vidro e mangueira.

Segundo Paulo Santos, para o acesso ao kit, os jovens têm, sobretudo, que finalizar o plano de negócio.

“Estes instrumentos dão aos jovens a capacidade de crescer e tornar-se em grandes empresários”, salientou Paulo Santos, defendendo a necessidade de se desenvolver o espírito empreendedor em Cabo Verde.

Para o presidente do IEFP, a formação é um instrumento “poderoso” para erradicar a pobreza em Cabo Verde.

O projeto conta com as parcerias de várias instituições, designadamente, A Pinto Cruz, Direcção-Geral do Emprego e câmaras municipais.

Nelson António, em representação da classe, avançou que espera ter sucesso na formação para depois implementar o seu negócio, uma vez que, argumentou, os lavadores de carro muitas vezes “não são valorizados e são chamados de bandidos”.

“Muitos trabalham, mas não sabem gerir o ganho, mas lavar carro dá rendimento, portanto com esta oportunidade, os instrumentos fornecidos vamos conseguir mudar de vida, e nós trabalhando devidamente uniformizados e equipados vamos ser valorizados e ninguém vai nos chamar mais de bandidos”, sublinhou.

Por seu lado, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que presidiu ao acto de apresentação pública do Projeto de Formação em Gestão de Pequenos Negócios para Lavadores de Carro- Projeto Car Wash Verde, ressalvou que os equipamentos facultados têm uma outra função, “muito importante”, a valorização social que implicará maior rendimento aos lavadores de carro.

Adiantou ainda que o Governo está a trabalhar para integrar todas as profissões informais para de facto integrá-las dentro do sistema de segurança social.

“Nós estamos apenas a apoiar com a capacitação, integração dos jovens na vida económica, e instrumentos de trabalho, mas cabe aos jovens desenvolver o seu negócio para poderem ter a proteção social que é importante”, sublinhou Ulisses Correia e Silva.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest