PM reafirma decisão do Governo em avançar com projeto de água e saneamento para Santo Antão

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, reiterou hoje a decisão do Governo em avançar, ainda este ano, com o projeto de água e saneamento de Santo Antão, que, quase três anos após o lançamento, continua por implementar.

O chefe do Governo, que falava no Parlamento, na abertura do debate sobre o Estado da Nação, destacou o projeto de água e saneamento de Santo Antão como sendo um dos investimentos que o executivo pretende concretizar ainda em 2022.

Trata-se de investimentos à volta de 1,2 milhões de contos, financiados pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento em África (Badea), aguardados, desde 2019, pelas câmaras municipais, que, através da Associação dos Municípios de Santo Antão, têm vindo a pedir a implementação do projeto.

O projeto de água e saneamento no município do Porto Novo, consiste, no domínio do saneamento, no alargamento da rede de esgotos e construção de uma estação de tratamento de águas residuais (ETAR) na cidade do Porto Novo, que passa por “uma situação emergencial”, em termos de gestão dos resíduos líquidos.

O projeto contempla Porto Novo com 20 quilómetros de rede de esgotos, uma estação de águas residuais (ETAR) e duas estações de bombagem, além de 200 fossas sépticas. No domínio de água, Porto Novo vai ser contemplado com 25 quilómetros de rede, um reservatório de 300 metros cúbicos e 3.500 ligações domiciliárias.

Na Ribeira Grande, vão ser reabilitados três reservatórios e feitas três mil ligações domiciliárias, enquanto no Paul, além de duas mil ligações domiciliárias, vai ser, igualmente, reabilitado o edifício dos serviços autónomos de água e saneamento.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest