Porto Novo: Gabinete de Turismo considera retoma do turismo de cruzeiros “boa notícia” para o sector  

A retoma do turismo de cruzeiros, depois de 19 meses de paralisação, foi hoje saudada pelo Gabinete de Turismo no Porto Novo, cujo porto faz parte da rota dos navios que vão escalar o País, até Dezembro.

Com o levantamento das restrições impostas pela covid-19, os portos de Cabo Verde voltaram a receber navios de cruzeiros com passageiros, a partir de hoje, estando previstas cerca de 68 escalas até o final do ano.   

O porto do Porto Novo, segundo o site da Enapor, empresa que administra os portos,  é uma das paragens do navio Europa 2, proveniente do Porto de Tenerife, que hoje escalou  o Porto Grande, o primeiro de três itinerários que este navio irá realizar no arquipélago durante o mês de Outubro.

Esta quarta-feira, Europa 2 vai estar no porto da Praia e, na quinta-feira, 21, no porto do Porto Novo, em Santo Antão.  

“Estaremos aqui para vos receber com a mesma morabeza de sempre”, regozijou-se, em nota, o Gabinete de Turismo do Porto Novo, concelho que deseja integrar o circuito de turismo de cruzeiros.

Os operadores turísticos em toda a ilha de Santo Antão têm vindo a reivindicar a ampliação do porto do Porto Novo para poder receber navios de cruzeiros de maior porte.

Com a implementação do projecto da ampliação do porto do Porto Novo, esta infra-estrutura portuária passará a receber navios de cruzeiro de 200 metros de comprimento, segundo o projecto, elaborado pela empresa Proman Future (Portugal).

O projecto, que, segundo o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, está no “rolo das prioridades” do Governo, é estimado em 39 milhões de euros e consiste na melhorias das condições de navegabilidade na bacia de manobras do porto, bem como de atracação de navios de cabotagem e de cruzeiros.  

O porto do Porto Novo, com três cais com 45, 115 e 135 metros, é uma das infra-estruturas portuárias de maior movimentação no País, com 1.500 escalas de navios por ano e 350 mil embarques e desembarques de passageiros. representando mais de 34 por cento (%) do tráfego nacional.

Este porto, construído em 1962, foi remodelado em 2013, numa intervenção que permitiu a expansão do seu berço de atracação e do seu terra-pleno, bem como a construção do edifício da gare marítima com dois mil metros quadrados da área coberta.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest