Presidente CCB: Temos que preparar a economia na sua transformação digital em função de cada sector e potencialidade

O presidente da Câmara de Comércio do Barlavento (CCB), Jorge Maurício, defendeu esta quinta-feira, 20, no Mindelo, que é preciso preparar a economia, na sua transformação digital, em função de cada sector e potencialidade de São Vicente.

Jorge Maurício falava à imprensa a propósito do painel sobre “As potencialidades de São Vicente” que apresentou no Fórum Pensar São Vicente 2035, que decorre até esta sexta-feira na ilha.

Segundo o presidente do CCB, é necessário pensar as estratégias de desenvolvimento a partir das vocações naturais de cada ilha e das suas potencialidades.

A partir dessas vocações, explicou, deve-se fazer um planeamento assertivo para ter políticas públicas, assertivas e alinhadas com a estratégia, para cada uma das áreas de desenvolvimento para ter resultados.

Uma delas, referiu, é a transformação digital, que precisa ser “agilizada no domínio da digitalização das organizações empresariais, públicas e outras”, mas também de forma a “fazer do digital um negócio”.

Isto porque, elucidou, o contexto pandémico obrigou as pessoas a serem criativas e, dessa criatividade, tiveram também de saber utilizar as tecnologias de informação.

“Tudo aquilo que a informática e a programação informática nos propõem hoje está muito melhor do que há dois anos ou três. E é este caminho que devemos seguir. Pensar no negócio digital e formar os nossos jovens para também serem agentes e prestadores de serviço a nível mundial”, sugeriu, defendendo, que, antes, deve-se pensar na formação para os prestadores de serviço para que possam trabalhar a partir de Cabo Verde.

“É preciso formação específica e ter pelo menos o domínio da língua inglesa, mas isso ainda não é visto numa atitude de compromisso. Toda a gente fala, mas, depois, não há programas a executar o pensamento estratégico. O pensamento estratégico não pode ficar nas gavetas, nós temos que ser todos actores activos da transformação digital da nossa economia para aumentar o rendimento do país”, afirmou o presidente da CCB.

O Fórum Pensar São Vicente 2035 decorre até sexta-feira com a apresentação e discussão de vários projectos para São Vicente e para as ilhas próximas.

O evento, que decorre no quadro das celebrações do município de São Vicente, que se celebra a 22 de Janeiro, tem o objectivo de “encontrar consensos sobre as principais vias de desenvolvimento da região”.

Além de apresentação de projectos e ideias, fazem parte do programa do fórum uma Feira Internacional de Negócios, um encontro dos presidentes das câmaras e das assembleias com os embaixadores com residência na Praia, uma cimeira dos presidentes das câmaras e das assembleias entre outros.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest