Projecto “Pesca Local” visa transformar cadeias locais de abastecimento de peixe como forma de preservar os recursos – ADAD

A Associação para a Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD) faz, na próxima quarta-feira, 07, a apresentação pública do projecto “Pesca Local”, que visa transformar as cadeias locais de abastecimento de peixe como forma de preservação dos recursos.

O presidente da ADAD, Januário Nascimento, explicou à Inforpress que o projecto “Transformando as cadeias locais de abastecimento de peixe em Cabo Verde (Pesca Local)” vem na sequência de um concurso que a ADAD ganhou a nível internacional com os seus parceiros.

Conforme Januário Nascimento o projecto tem como objectivo a preparação de um cabaz de pesca, relacionado com uma pesca sustentável, no sentido de proteger os recursos.

A ideia, assegurou este responsável, é desenvolver e testar o cabaz de pesca, apoiar a sua implementação e capacitar os pescadores, peixeiras e chefs de cozinha dos hotéis e restaurantes e sensibilizar os consumidores para o consumo sustentável.

“De maneira que se possa comprar o peixe 5 por cento (%) mais caro do que aquilo que é vendido, e preservar os recursos, pelo que no cabaz de peixe temos o atum, a cavala, isto é, uma variedade de peixes”, disse.

Trata-se, segundo a mesma fonte, de um projecto piloto que será apresentado na Cidade Velha, município da Ribeira Grande de Santiago, mas vai se estender depois para a cidade da Praia, Santa Cruz, Santa Catarina e Tarrafal e depois será apresentado em outras ilhas, como Sal e Boa Vista.

O programa de apresentação será executado com actividades a serem realizadas em Porto Mosquito e no Centro Cultural da Cidade Velha.

As actividades incluem o descerramento de uma placa e entrega de materiais para a Associação de Pescadores e Peixeiras de Porto Mosquito, nomeadamente moto-carros, arcas, anzóis e outros materiais ligados à segurança marítima.

Esta iniciativa, que está orçada em 140 mil dólares, vai funcionar com o apoio de parceiros e com o envolvimento de peixeiras, pescadores, restaurantes e dos hotéis.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest