Projeto de bombagem e adução de água do Planalto Norte retomado depois de quatro meses parado

As obras do projeto de bombagem e adução de água no Planalto Norte, Porto Novo, Santo Antão, que estava suspenso há mais de quatro meses, foi hoje retomado, devendo ficar concluído em Setembro.

A informação foi dada à Inforpress pelo delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) no Porto Novo, Joel Barros, que avançou que o empreiteiro tem dois meses para concluir o projeto, seguindo-se depois a fase de teste de bombagem.

O projeto de bombagem e adução de água do Planalto Norte, cujo dono é o MAA, foi suspenso, em Março, depois da empresa que está a executar os trabalhos ter exigido o pagamento de obras adicionais, à volta de 12 mil contos, verba mobilizada junto do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Quando o projeto foi interrompido, estavam concluídos os oito reservatórios programados e instalados quatro dos sete parques solares para alimentação das estações de bombagem a partir da nascente de Escravoerinhos, nas proximidades do vale de Martiene.

As tubagens tinham chegado a todas às comunidades abrangidas pelo projeto, quais sejam, Chã de Feijoal, Chã Dura, Morrinho de D´Égua, Chã de Queimado, Chã de Cruz, Água das Patas, Chã de Manuelinho, Aldeia do Norte e, Pascoal Alves.

Com a conclusão deste projeto, estimado em 82 mil contos, a nascente de Escravoerinhos passará a disponibilizar cerca de 20 metros cúbicos de água por dia para o consumo humano e para a atividade de pecuária.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest