Santo Antão: Associação de guias de turismo alerta para a urgência de recolha do lixo nas trilhas turísticas

A Associação dos Guias do Turismo de Santo Antão considerou hoje “lastimosa” a situação do lixo nas trilhas turísticas e alertou para a “urgência” da recolha dos resíduos sólidos nesses percursos.

O presidente da Associação dos Guias do Turismo de Santo Antão, Odair Gomes, disse à Inforpress que se está perante uma situação que “não abona nada a favor do turismo” nesta ilha, sugerindo a articulação entre as várias instituições com vista a “uma intervenção com urgência” nesses caminhos.

Até porque, avançou, os turistas já estão a reclamar desta “situação lastimosa”, que é o amontoar do lixo à volta das trilhas por onde passam, anualmente, “milhares” de visitantes que procuram Santo Antão para caminhadas.

“Tem de haver uma coordenação entre as instituições para resolver o problema do lixo nas trilhas. A situação é lastimosa e requer uma recolha urgente do lixo que está a amontoar nas trilhas”, notou este responsável, defendendo maior atenção à questão do saneamento em Santo Antão em prol do turismo.

Santo Antão passou, a partir de Março de 2023, a dispor de um aterro melhorado na zona de Aguada da Janela, que acabou por “melhorar um pouco” a situação do lixo que invadia a estrada Porto Novo – Janela, mas Odair Gomes disse que existe, actualmente, um outro problema.

Trata-se da invasão do lixo nas praias que ficam nas proximidades do aterro, uma questão que, na sua opinião, deve merecer a atenção das autoridades competentes dado o problema de poluição do mar nas proximidades do aterro.

Aliás, os operadores turísticos e associações ambientalistas têm estado a alertar para essa situação, conforme constatou a Inforpress.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest