Santo Antão: Técnicos agrários e municipais capacitados em desertificação e alterações climáticas 

Técnicos agrários e das câmaras municipais de Santo Antão vão ser capacitados em desertificação e alterações climáticas, durante uma acção de formação que tem início segunda-feira, 06, promovido no quadro da Cooperação Portuguesa.

A iniciativa é da Associação para a Defesa do Património de Mértola (Portugal) que, em comunicado enviado à Inforpress, informou que a formação se enquadra no projecto sobre sistemas agro-florestais de Santo Antão, através do qual foram já também capacitados os agricultores nestes dois domínios.

A formação tem como objectivo dar a conhecer o impacto das alterações climáticas na produção agrícola em Cabo Verde, especialmente em Santo Antão, pretendendo também divulgar técnicas agro ecológicas junto dos técnicos que incrementam a produtividade, asseguram a conservação do solo e aumentam a resiliência às alterações climáticas.

A formação, que terá lugar no concelho do Porto Novo, realiza-se entre os dias 06 e 10 deste mês e inclui visita aos campos experimentais já instalados na ilha, no âmbito do projecto sobre sistemas agro-florestais de Santo Antão.

O projecto Sistemas Agro-florestais é promovido pela Associação para a Defesa do Património de Mértola,  em parceira com a Cooperativa de Usuários do Freixo do Meio (Portugal) e com algumas associações em Santo Antão, e financiado pela União Europeia,  no âmbito do programa Intra ACP da iniciativa “Global Alliance against Climate Change Plus” (GCCA +).

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest