São Vicente: Associação de Peixeiras procura diversificar acções para ajudar sócias mais desfavorecidas

A Associação de Peixeiras do Mindelo (APM) está a diversificar as suas actividades inclusive com promoção de eventos para melhorar as condições de negócio e criar fundo para ajudar sócias mais desfavorecidas.

Neste sentido, segundo informações desta organização, vêm realizando um conjunto de acções para melhorar as condições de vida e de negócio das suas associadas.

Uma das preocupações mais visível, conforme a mesma fonte, é a falta de financiamento para as peixeiras mais desfavorecidas obter capital para compra do pescado e para isso a Associação de Peixeiras do Mindelo pretende criar um fundo solidário.

Uma das formas encontradas pela APM para atingir este objectivo foi de realizar um conjunto de actividades artístico-culturais para angariação de meios e que se iniciam nesta sexta-feira, com apresentação de duas sessões da peça “Pinha ma Kentei” do grupo teatral santantonense Juventude em Marcha.

O evento realiza-se no Centro Cultural do Mindelo, seguido de uma degustação de produtos da micro-empresa Lofla´s Food, que produz hambúrgueres e almondegas derivados do peixe.

A apresentação da peça, incluindo a degustação, custam 700 escudos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest