Tarrafal de Monte Trigo: Produtores do grogue pedem alargamento do prazo para a industrialização da cana-de-açúcar

Os produtores do grogue do Tarrafal de Monte Trigo, Porto Novo, Santo Antão, pediram ao Governo o alargamento do prazo para a industrialização da cana-de-açúcar na localidade, informou hoje o porta-voz dos produtores.

Graciano Évora, contactado pela Inforpress, confirmou que os produtores do grogue do Tarrafal de Monte Trigo ediram ao Ministério da Indústria, Comércio e Energia o alargamento do prazo de 30 dias para poder concluir o processo de industrialização de cana sacarina.

Este produtor justificou o pedido com o facto de os produtores terem enfrentado, este ano, problemas de mão de obra, que condicionaram a colheita da cana de açúcar.

Uma outra situação que provocou sobressaltos na safra deste ano, que decorreu entre o1 de Janeiro e 31 de Maio, foram avarias em alguns trapiches, razão pela qual acreditam que o Ministério da Indústria, Comércio e Energia vai atender ao pedido.

Em todos os vales agrícolas do concelho do Porto Novo, os agricultores se têm queixado de dificuldades a nível de mão de obra, que têm atrasado a colheita da cana sacarina.

Os produtores porto-novenses têm vindo a insistir com o Governo sobre a necessidade de se proceder a revisão da legislação sobre a aguardente, sugerindo a antecipação do início do período de industrialização para 01 de Dezembro.

O produtor da Ribeira da Cruz Vanderley Rocha disse à Inforpress que os agricultores desejam que o período de industrialização comece em Dezembro, altura em que a cana sacarina no município do Porto Novo “já atingiu a fase de maturação”.

A Inforpress apurou que, em 2024, muitos agricultores em Santo Antão tiveram dificuldades em terminar a produção do grogue em Maio e exortam as “entidades competentes” a concederem a prorrogação do prazo para a industrialização da cana-de-açúcar nesta ilha.

O período de industrialização da cana-de-açúcar em Cabo Verde, de acordo com o decreto-lei 11/2015, de 12 de Fevereiro, começa no dia 01 de Janeiro e termina a 31 de Maio, altura a partir da qual os alambiques são selados.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest