Uma pessoa em São Vicente precisa de cerca de 20 mil escudos mensais para consumo de bens e serviços num mês, diz Adeco

Uma pessoa, em São Vicente, precisa, neste momento, de 20.337 escudos para custear os principais bens e serviços, diz o Índice de Consumo Especial (ICE), novo instrumento divulgado esta terça-feira, 26, pela Associação para a Defesa do Consumidor (Adeco).

Esta informação foi avançada à imprensa pelo sócio e ex-presidente da Adeco, Marco Cruz, para quem este índice procura medir o custo de aquisição de bens e serviços essenciais por um cidadão adulto.

“O objetivo é mostrar a realidade do consumo em Cabo Verde e qual é o custo de aquisição de bens e serviços e permitir à associação avaliar como é que os preços evoluem nos últimos tempos”, explicou.

Este indicador leva em conta os principais bens e serviços como alimentação, água, eletricidade, gás butano, comunicação e habitação.

“Sabemos que há pessoas que consomem muito menos do que isso, mas só na parte da alimentação é cerca de 12.255 escudos. Estamos a referir a uma dieta básica com produtos locais e que, de uma forma mínima, uma pessoa deveria consumir”, acrescentou notando, no entanto, que o indicador não leva em conta os custos de educação, de saúde, transporte e outras coisas que a pessoa precisa em casa.

Ou seja, clarificou, isso quer dizer que “é um indicador que não dá margem para gastos extraordinários com necessidades que podem surgir pontualmente”. Pelo que, defendeu que é um instrumento que vai mostrar “a realidade e o que é que é o nível de consumo que, no mínimo, uma pessoa deve ter”.

Segundo o ex-presidente da Adeco, este indicador veio mostrar que há um desfasamento entre o custo de vida e o salário mínimo nacional.

“O desfasamento em relação ao salário mínimo nacional é grande. E uma das coisas que quisemos mostrar é que o salário mínimo nacional já não corresponde às necessidades”, sustentou.

Conforme a mesma fonte, o Índice de Consumo Especial calculado em São Vicente servirá provisoriamente como referência nacional. O índice e seus derivados serão atualizados numa base trimestral, podendo ser criadas as condições para que o mesmo seja atualizado mensalmente. Um relatório oficial será produzido contendo os dados dos preços dos produtos amostrados, os índices calculados e as observações.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest