Eleições legislativas na Guiné-Bissau terão missão de observação da CPLP

As eleições legislativas antecipadas na Guiné-Bissau, agendadas para dezembro, contarão com uma missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), disse à Lusa o secretário-geral da organização lusófona.

“A CPLP costuma enviar missões de observação eleitoral a quase todas as eleições que acontecem nos seus Estados-Membros. Digo quase todas, porque Cabo verde não costuma pedir uma missão e nós também não enviamos”, disse Zacarias da Costa, em Nova Iorque, à margem da 77.ª Assembleia-Geral da ONU.

“De resto, enviamos sempre. Tivemos agora uma missão muito importante em Angola, antes disso estivemos em Timor-Leste para as eleições presidenciais. Temos uma missão em São Tomé e Príncipe e vamos ter, certamente, missões de observação na Guiné Equatorial, nas eleições gerais de 20 de novembro, e também em dezembro, nas eleições legislativas na Guiné-Bissau”, acrescentou.

A Guiné-Bissau terá eleições legislativas antecipadas em 18 de Dezembro.

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, dissolveu a Assembleia Nacional Popular no passado mês de maio, formou um Governo de iniciativa presidencial e marcou o sufrágio para 18 de Dezembro.

Inforpress/Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us