Embaixador reafirma compromisso da cooperação portuguesa de continuar a apoiar Santa Cruz

O embaixador de Portugal em Cabo Verde, Paulo Lourenço, reafirmou ontem, dia 2, o compromisso da cooperação portuguesa em continuar a apoiar o município de Santa Cruz, sobretudo na formação do seu capital humano, em diversas áreas.

“Tive a oportunidade de reafirmar ao senhor presidente o enorme compromisso da cooperação portuguesa e o nosso interesse e disponibilidade em reforçar o nosso compromisso em novos projectos que possam ser animados por iniciativas das associações e organizações da sociedade civil”, afirmou o diplomata português à imprensa, à margem da sua primeira visita a esse município do interior de Santiago.

De entre as áreas que o seu país tem uma “relação importante” com Santa Cruz, destacou a formação profissional, que além do Centro de Emprego e Formação Profissional, culminou com a criação de uma residência para formandos e formadores de Santa Cruz.

O recém-inaugurado espaço, adiantou, já conta com um orçamento atribuído no âmbito da cooperação portuguesa para os próximos dois anos.

Daí, reiterou que Portugal vai continuar a apoiar Santa Cruz na formação do capital humana, em diversas áreas, tendo admitido a possibilidade de também financiarem projectos na área agrícola, deste que os agricultores recebam formação.

Na ocasião, lembrou ainda que a cooperação portuguesa tem financiado pequenos projectos de associações com sede nesse município, de empoderamento de mulheres e reforço e capacitação nas comunidades, e ainda o projecto de dinamização das bibliotecas escolares.

Nesse sentido, instou ao município a encorajar as associações locais e das comunidades a fazerem propostas de candidatura para financiamento da cooperação portuguesa, através do fundo de pequenos projectos.

“Santa Cruz é um dos 22 municípios com uma relação mais intensa e ampla em matéria de cooperação portuguesa, a nível do Ministério dos Negócios Estrangeiros, a nível dos municípios, ou mesmo a própria presença empresarial portuguesa aqui em Santa Cruz, atesta uma relação longa, ampla e frutuosa”, assinalou Paulo Lourenço.

Por sua vez, o edil santa-cruzense, Carlos Silva, classificou a visita do embaixador de Portugal de “extrema importância”, tendo em conta que o município que dirige tem a Embaixada de Portugal em Cabo Verde como um grande parceiro do desenvolvimento.

O autarca lembrou que Santa Cruz tem assinado protocolos, parcerias e tem germinações com vários municípios portugueses e tem beneficiado dos projectos e programas, no âmbito da cooperação portuguesa.

De entre os projectos e programas financiados pela cooperação portuguesa, destacou a formação do capital humano, que considerou fundamental, referindo-se ao Centro de Emprego e Formação Profissional e residência para formandos e formadores de Santa Cruz.

Carlos Silva disse que abordou com o embaixador de Portugal a possibilidade da cooperação na área de agricultura, que vai passar pela formação dos agricultores.

Por outro lado, Carlos Silva destacou a presença de empresários e empresas portugueses que têm contribuído para criação de postos de trabalho, no rendimento das famílias e no desenvolvimento desse município “eminentemente agrícola”.

Além do encontro com o presidente da câmara de Santa Cruz e sua equipa, o embaixador de Portugal visitou a propriedade agrícola Justino Lopes, incubadora municipal, fábrica de gelo, de empresário português, casa de acolhimento das mães solteiras “Casa Manuela Irgher” e o projecto imobiliário “Vitória Santiago”.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest