Governo destaca importância de o país ter uma identidade digital e projetar-se na arena internacional

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública destacou hoje a importância de Cabo Verde ter uma identidade digital que lhe permita projetar-se na arena internacional, promovendo a governação eletrónica e a economia digital.

Edna Oliveira falava no acto de lançamento do novo sistema de informação de gestão do domínio “.cv”, a que presidiu.

“E, consolidar a sua presença online, promovendo a governação electrónica e a economia digital (…). Garantir que estes domínios sejam bem geridos num ambiente seguro e perene é fundamental para o alcance da nossa ambição”, reforçou a governante.

Reconheceu, neste contexto, que o desenvolvimento e a implementação de um sistema de gestão de domínios em Cabo Verde ser de “extrema relevância”, já que, conforme analisou, vai permitir e facilitar o processo de registo e administração dos registos no país.

Fazendo essa leitura, a titular da pasta da Modernização do Estado e da Administração Pública advogou que a implementação desse sistema de gestão de domínios localizado e eficiente é “fundamental” para garantir que os recursos digitais do país sejam utilizados de forma eficaz e transparente, num ambiente seguro, previsível, organizado e acima de tudo regulado.

Concluiu, admitindo que nenhum país poderá trilhar o caminho de transformação digital e efectuar a transição digital de forma consistente se não forem implementadas medidas que garantam a segurança, a integridade dos domínios e a confiança na sua gestão.

Por seu lado, a administradora da Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME), Leonilde Santos, frisou que a globalização do domínio de alto nível “.cv” tem o potencial de posicionar o país como um centro de inovação e desenvolvimento de “grandes negócios”, mas também de aumentar o número de registo de domínios que neste momento, conforme disse, situam em 3500, para milhões de domínios “.cv” registados.

“A ideia desta estratégia de internacionalização do domínio ‘.cv’ é justamente multiplicar o número de pedidos de registo, alavancando, assim, o nosso potencial económico, através de atração de investimentos directos estrangeiros”, concretizou.

O representante da Olacv, entidade de raiz cabo-verdiana, para gerir o domínio ‘.cv’, explicou, por sua vez, que essa jornada começou há muito tempo, “trabalhando duro” na tecnologia e nos processos.

“O novo sistema é muito interessante. O crescimento exponencial será visto e contribuirá não apenas em receitas, mas também em termos de marca e conhecimento do que Cabo Verde tem a oferecer”, enfatizou.

Neste sentido, foi criada a Olacv, para gerir o domínio ‘.cv’, na medida em que um dos propósitos dos domínios de alto nível para os países, como é o caso de Cabo Verde, é sua capacidade de promover a marca nacional e permitir maior visibilidade no palco global.

Assim, o domínio de alto nível (.cv) tem o potencial de posicionar Cabo Verde como um centro de inovação, especialmente em sectores como o turismo, onde a beleza natural e a riqueza cultural do país podem ser exibidas, para uma audiência global.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest