Governo lança fundo para apoiar jovens e mulheres do sector da economia digital e da economia azul

O Governo, em parceria com as Nações Unidas, lançou esta segunda-feira, 23, o “Fundo Lavanta” para apoiar as micro, médios e pequenas empresas dirigidas por jovens e mulheres que actuam nos sectores da economia digital, azul e verde.

Segundo o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, o fundo, orçado em 300 mil dólares, foi disponibilizado pelo PNUD a fundo perdido e vai permitir ao Executivo criar um fundo de conta garantia, de forma que o arquipélago possa ter um volume de financiamento a volta de 1 milhão de dólares para apoiar esses micros e pequenos empresários que estão em situação mais difícil.

“Nos queremos criar essas condições para que tenham acesso a financiamentos, a taxa de juros mais baixas, máximo de 5.5% e podem pagar em seis anos, com seis meses de carência e aí, assim, vamos ter um sistema que é bom, que é facilitador, mas também que se enquadra dentro daquilo que ecossistema está criado”, apontou.

O governante explicou que este financiamento vai reforçar as condições para que o país continue a intervir e a apoiar as micro e pequenas empresas, sobretudo jovens e mulheres nos sectores da economia digital, azul, verde, e nas áreas de inovação e criatividade.

Considerou que este montante vai acrescentar valor ao fundo já constituído, atingindo muito mais jovens e mulheres, assegurando que o Governo vai fazer de tudo para que o acesso seja desburocratizado, facilitado, em tempo certo e não haja muito mais burocracia na tramitação para que aqueles que precisam do suporte possam obtê-lo com a máxima seriedade possível.

“Há uma parceria com a pro-empresa, que tem estado a fazer este trabalho, no quadro do programa Fomento, e é neste quadro que tudo vai ser operacionalizado, sendo que já temos já uma experiência, uma equipa montada com uma curva de experiência conseguida nos últimos meses e anos”, apontou.Acrescentou que todas a condições estão garantidas e todo quadro operacional para a execução do fundo, o mais breve possível.

Na ocasião, disse que estão a mobilizar mais fundos, mas neste momento o Governo dispõe de fundos suficiente para actuar nos próximos tempos, realçando que estão a trabalhar com os parceiros bilaterais e multilaterais para aumentar ainda mais o fundo disponível na Pro-garante para servir de conta garantia, para que os micros e pequenos e médios empresários com dificuldades possam ter acesso ao financiamento em condições excepcional.

Lavanta é um fundo financiado pelo mecanismo de Financiamento Rápido (RFF) do PNUD no âmbito do Integrated National Finance Framework (INFF) e tem como objectivo principal fomentar projectos inovadores do sector privado, liderado por jovens e mulheres a nível local, promover a inovação o empreendedorismo e a coesão social e programas de integração comunitária.

A cerimónia de lançamento contou com a presença do representante do escritório conjunto do PNUD, UNICEF, UNFPA de Cabo Verde, Steven Ursino, do director nacional do planeamento, Gilson Pina e do presidente da Pro Empresa, Pedro Barros.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest