“Independentemente das ideologias de cada um temos de respeitar a figura de Amílcar Cabral” – Austelino Correia

O presidente da Assembleia Nacional, Austelino Correia, sublinhou hoje que independentemente das ideologias de cada um, todos têm de respeitar Amílcar Cabral, enquanto “um grande cidadão” que luta pela independência de Cabo Verde.

Austelino Correia, que participou na manhã deste 20 de Janeiro, Dia dos Heróis Nacionais, na cerimónia de deposição da coroa de flor na memorial Amílcar Cabral, na Várzea, Cidade da Praia, sublinhou que 20 de Janeiro, que assinala também mais aniversário da morte de Cabral, é uma data histórica muito importante.

“Cabral é uma figura incontornável na história de Cabo Verde, que lutou pela independência de Cabo Verde e Guiné-Bissau e como disse, independentemente das ideologias de cada um, temos que respeitar esse grande cidadão cabo-verdiano”, realçou.

Conforme afiançou, a Assembleia Nacional enquanto representante de todos os cidadãos cabo-verdianos celebra a data e apela a todos que a respeitem e respeitem a figura de Amílcar Cabral.

“Os ensinamentos de Amílcar Cabral devem ser transmitidos às crianças, aos adolescentes e aos jovens para garantir a perenidade da história daquele que foi o herói nacional”, recomendou o chefe da Casa Parlamentar.

Celebra-se hoje o 20 de Janeiro, Dia dos Heróis nacionais, data que homenageia antigos combatentes da pátria e relembra a morte de Amílcar Cabral, considerado um dos líderes africanos mais carismáticos, influentes e figura de destaque no continente africano.

Amílcar Lopes Cabral, fundador do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), morreu a 20 de Janeiro de 1973, numa altura em que travava uma luta armada contra o exército português e 61 anos depois, permanece como uma figura central da história de África, em especial a de Cabo Verde e da Guiné-Bissau.

Inforpress

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest