INSP alerta para uso de máscaras em espaços fechados e com aglomerações

A responsável pela comunicação de risco do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), Argentina Tomar, alertou ontem, dia 20, as pessoas para a necessidade do uso de máscaras nos espaços fechados e de grandes aglomerações.

A técnica, que falava aos jornalistas na sequência de uma acção de capacitação sobre a importância da higienização das mãos, sublinhou que a covid-19 ainda não terminou e as práticas da lavagem das mãos, juntamente com o uso das máscaras, continuam a ser medidas importantes de prevenção da doença.

“A covid-19 não terminou e as pessoas têm de continuar com as medidas de prevenção. Evitar ambientes com muita aglomeração e continuar a utilizar máscaras, que é uma coisa que não estou a ver as pessoas fazerem”, salientou.
Argentina Tomar lembrou que o Governo aliviou as medidas, mas recordou igualmente que há espaços em que o uso das máscaras continua obrigatório.

“Ao não usar a máscaras nos espaços fechados as pessoas estão a colocar em risco a sua própria saúde e a saúde da comunidade e da sua família”, argumentou, recomendando às pessoas que cumpram as regras sanitárias vigentes, apesar da baixa no número de casos dos últimos dias.

Cabo Verde está em situação de alerta desde o dia 06 de Março, o nível menos grave de três previstos na lei que estabelece as bases da Proteção Civil, com o nível mínimo de restrições devido à pandemia de covid-19.

O uso de máscaras nas vias públicas deixou de ser obrigatório, tendo a obrigatoriedade ficado apenas em estabelecimentos e infraestruturas de saúde públicas e privadas, centros de dia e lares de idosos públicos ou privados, estabelecimentos prisionais e transportes coletivos de passageiros terrestres, aéreos e marítimos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest