Legislativas 2021: “Ainda há medo nas pessoas em darem a cara por outros partidos”, diz António Monteiro

O candidato da União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID) a deputado, nas legislativas do dia 18 disse hoje que em São Nicolau as pessoas “ainda têm medo de dar a cara” para um partido diferente.

António Monteiro fez esta constatação no acto de apresentação da lista de candidatos a deputados da UCID pelo círculo eleitoral de São Nicolau, liderada por Louzindo Lopes.

O evento aconteceu na cidade do Tarrafal e ficou marcado por uma presença residual de pessoas, o que fez o líder da UCID acreditar  que “ainda existe medo de representar outros partidos, que não MpD e PAICV”.

 

“Estamos nesta luta para melhorar Cabo Verde e São Nicolau em particular. Mas fizemos ênfase em São Nicolau porque sentimos que as pessoas têm medo. É triste quando ver que, 30 anos depois de abertura política em Cabo Verde e com as eleições pluripartidárias, que aconteceram a 13 de Janeiro de 1991, em São Nicolau ainda haja um medo tão grande nas pessoas. Mesmo para trabalhar na altura da campanha têm receio que lhes apontem o dedo”, criticou.

 

Para António Monteiro isso mostra que quer o PAICV quer o MpD, que governaram o País em democracia, “pouco ou nada” fizeram para São Nicolau.

 

Pelo contrário, sustentou, dividiram a ilha em dois blocos e não deixaram nenhum espaço para as pessoas “pensarem livremente, assumirem o posicionamento político partidário”.

 

Mas, para o líder da  UCID, os que aceitaram integrar a lista do partido em São Nicolau estão a ajudar a romper com a bipolarização e a mostrar que Cabo Verde “não é quintal do MpD, nem do PAICV”  e que São Nicolau “é das suas gentes”.

 

O político prometeu que estando no parlamento e rompendo com a maioria absoluta o seu partido vai trabalhar para dar a São Nicolau a oportunidade que “lhe foi negada nestes últimos anos”.

 

Ou seja, vai “fazer de tudo” para ter infra-estruturas de saúde e especialistas em São Nicolau, capazes de responder às demandas da própria população, para que nenhum cidadão, por falta de condições técnicas, seja transferido em transporte marítimo, “que poderá complicar ainda mais a sua saúde”.

 

Também garantiu que vai exigir ao Governo que introduza o valor da obra do cais de pesca no Orçamento do Estado de 2022 e sugerir a criação de uma linha de crédito para que os armadores de pesca possam investir em barcos modernos e outra linha para os agricultores.

 

Nas legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

 

 PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

 

 As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest