Legislativas 2021: PAICV propõe resolver “problema muito sério” da habitação na ilha da Boa Vista

O cabeça-de-lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Walter Évora, classificou de “muito sério” o problema da habitação na Boa Vista, assumindo o compromisso de resolver o problema caso o seu partido vença as eleições.

“O problema da habitação social na Boa Vista é muito sério. A ilha tem um problema em que as pessoas auferem rendimentos baixos. A nível do sector hoteleiro, o rendimento que auferem não lhes permite nem adquirir e nem alugar uma casa em condições, de modo que muitas pessoas ainda vivem em habitações degradadas”, afirmou.

Walter Évora citou o programa Casa para Todos, implementado pela governação do PAICV, através do qual foram construídas mais de 800 apartamentos na ilha da Boa Vista, mas que “infelizmente, foi desmembrado” e “está completamente descaracterizado hoje, com diferentes formas de funcionamento, inclusive venda de apartamentos que eram de cariz social”.


“Efectivamente, não se conseguiu, ao longo deste mandato do Movimento para Democracia (MpD), dar resposta ao problema habitacional. A perspectiva do PAICV é construir mais casas na Boa Vista, mas essencialmente, investir na reabilitação. Há um conjunto de casas na Boa Vista, de pessoas que vivem em situações muito difíceis, que precisam ser reabilitadas, precisam de casas de banho, precisam de tecto”, acrescentou.


Este candidato disse ainda que o PAICV, sendo um partido com uma forte sensibilidade social, vai “seguramente” investir nesta área.


“Temos ido às várias casas e as pessoas estão a dizer quase sempre a mesma coisa. Que precisam de uma casa, que precisam de um apartamento do programa Casa Para Todos. Estamos portanto a apelar às pessoas a mudar a situação que temos neste momento para que um governo com rosto mais humano, que se preocupa efectivamente com a situação das pessoas venha investir neste sector da habitação social”, frisou.


Hoje, a comitiva do PAICV estará durante todo o dia na cidade de Sal Rei, em contactos porta-a-porta. Na quarta-feira estará na zona norte a fazer o encerramento da campanha na região. Na quinta-feira o grupo irá à localidade de Rabil, para na sexta-feira fazer o encerramento da campanha em Sal Rei, mais precisamente no bairro da Boa Esperança.


Às legislativas do dia 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.


PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).


As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

 

Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest