Legislativas 2021/Santiago Sul: Cabeças-de- lista da UCID e do PTS apelam ao “voto consciente”

Os cabeças-de-lista das candidaturas da UCID e do PTS, em Santiago Sul, votaram hoje de manhã, ambos na Escola de EBI de Ponta d’Água, e fizeram um firme apelo contra a abstenção.

Carlos Lopes, conhecido também por Romeu di Lurdis, cabeça-de-lista do Partido do Trabalho e da Solidariedade (PTS) foi o primeiro a exercer o seu direito cívico, às 09:10 na mesa PR-AR-O4.

No final, em declarações à imprensa, apelou a todos a aderirem às urnas no sentido de darem o seu contributo para o desenvolvimento do País.

“Quando mais irmos para às urnas, mais responsabilidade estamos a atribuir aos políticos, à classe política. Por isso, nós todos temos um papel a cumprir, e hoje é um dia que vamos escolher os 72 deputados para os próximos cinco anos. Portanto, escolhemos com consciência, votemos com responsabilidade e acompanhemos a governação do nosso País”, declarou.

Carlos Lopes vai estar na sede do partido a acompanhar o processo eleitoral até ao fecho das urnas.

Por sua vez, o cabeça-de-lista da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), Francisco Silva, votou às 09:45 na mesa PR-AR–08.

À saída, Francisco Silva declarou-se com sentimento de dever cumprido e apelou a todos os eleitores que desloquem às urnas para exercer o seu dever cívico de votar e contribuir para a consolidação democrática.

“Só com o exercício de voto é que teremos um país verdadeiramente democrático, e para combate à abstenção é preciso que todos votemos e escolhemos os nossos governantes e como queremos ser governados”, anotou.

Francisco Silva disse que vai aguardar, com toda a serenidade, pelo veredito do povo. Após o encerramento das urnas estará na sede do partido acompanhado dos outros integrantes da lista e militantes e simpatizantes do partido.

A votação para a eleição dos 72 deputados, nos 13 círculos eleitorais, arrancou às 07:00 da manhã.

Às urnas são chamados quase 393 mil eleitores, sendo 340.241 registados a nível do país, e 52.752 a nível da diáspora. Ao todo são 1.245 assembleias de voto no arquipélago e 236 assembleias de voto no estrangeiro.

Para as eleições deste domingo concorrem seis partidos. O PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.
 
Inforpress
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest