Legislativas’2021/Sal: MpD “seguro e tranquilo do trabalho feito” vai apostar numa campanha “pedagógica e informativa”

Cabeça-de-lista do Movimento Para a Democracia (MpD) no Sal

Legislativas’2021/Sal: MpD “seguro e tranquilo do trabalho feito” vai apostar numa campanha “pedagógica e informativa”

A cabeça-de-lista do Movimento Para a Democracia (MpD), Janine Lélis, garantiu que a pré-campanha eleitoral serviu para reforçar o “quão seguro e tranquilo” está partido, “graças ao trabalho feito” durante esta governação.

Em entrevista à Inforpress, Janine Lélis disse que no período de pré-campanha conseguiram cobrir praticamente todas as localidade da ilha do Sal e com foco “basicamente na manutenção de todo o trabalho feito e um apelo mais directo ao voto”, que era o admissível até aquele o momento, nomeadamente acções de proximidade, de informações e esclarecimento.

“Durante a pré-campanha, embora não conseguimos como cabeças de listas e com pastas ministeriais estar presentes a todo momento, tudo funcionou bem, porque vínhamos sempre que possível aos fins-de-semana, o meu colega Carlos Santos, também, esteve aqui e a direcção de campanha através do coordenador na ilha assumiu e com uma grande colaboração dos militantes e simpatizantes”, explicou Lélis.

 

Sobre a campanha, Lélis disse que a aposta será numa comunicação “pedagógica e informativa”, com consciência “na dedicação e no firme compromisso” que o partido traçou durante o mandato.

 

“Vamos fazer todos os esforços possíveis para continuar até o final, porque o nosso entendimento é de que o partido está seguro e tranquilo, graças a um mandado de muito empenho, dedicação e trabalho e acima de tudo, porque, os compromissos na ilha do Sal foram cumpridos”, sintetizou Janine Lélis.

 

Para a cabeça-de-lista do MpD no Sal, “não se consegue fazer tudo em cinco anos”, por isso que a ideia é “dar continuidade ao projecto do MpD e do Governo de Ulisses Correia e Silva”, exactamente para poder terminar de “materializar aquilo que este tem tentado consolidar”.

 

A campanha eleitoral arrancou às 00:00 de hoje e o partido já declarou que não vai realizar determinadas acções de campanhas durante os dois dias da Semana Santa.

 

Nas legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

 

– PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

 

– As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.


Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest