Lucros da filial cabo-verdiana do Ecobank caíram 27,2% em 2021

Reprodução Facebook

Lucros da filial cabo-verdiana do Ecobank caíram 27,2% em 2021

Os lucros do Banco Angolano de Investimentos (BAI) Cabo Verde, participado também pela petrolífera Sonangol, aumentaram 384% em 2021, para 1,3 milhão de euros, segundo dados do relatório e contas, consultado hoje pela Lusa.
Reprodução Facebook

Segundo informação da instituição, o Ecobank tinha registado lucros de quase 107,8 milhões de escudos (985 mil euros) em 2020, que caíram para 78,5 milhões de escudos (716 mil euros) em 2021.

Com apenas cinco balcões no arquipélago, o Ecobank Cabo Verde registou em 2019, antes das consequências da pandemia de covid-19, lucros de mais de 173,8 milhões de escudos (1,6 milhão de euros), o melhor resultado de sempre daquela filial, segundo a administração, e um crescimento de 120% face a 2018.

O Ecobank Cabo Verde fechou 2021 com um ativo superior a 16.494 milhões de escudos (150,5 milhões de euros), que cresceu 21,5% face a 2020, e depósitos totais dos clientes de quase 11.098 milhões de escudos (101,3 milhões de euros), um aumento de 14%.

Fundado em 1985, no Togo, o Ecobank Transnational Incorporated é um grupo bancário pan-africano presente em 36 países daquele continente e o segundo maior banco em África, tendo a filial em Cabo Verde iniciado atividade em julho de 2009.

De acordo com o histórico do Ecobank, a maior parte das receitas do banco resulta do financiamento a grandes empresas, nomeadamente os principais atores do turismo e da cadeia de valor, bem como o Estado de Cabo Verde.

Com cerca de 50 trabalhadores, o Ecobank Cabo Verde tem um capital social de 829.858.400 escudos (7,5 milhões de euros), contando, como acionistas, com o Ecobank Transnational Incorporated e o Ecobank Senegal, que detêm quotas de 95,39% e 4,61%, respetivamente.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest