Maio: Associação de Halterofilismo faz “balanço positivo” da primeira participação no campeonato nacional

O presidente da Associação de Halterofilismo na ilha do Maio, Alberto Monteiro, disse hoje que o balanço da primeira participação no campeonato de Cabo Verde “é positivo”, tendo em conta os resultados conseguidos.

Conforme disse, a participação naquela prova “superou as expectativas”, tendo em conta que conseguiram arrebatar o primeiro lugar no nível mais de 84 quilogramas, em que a atleta Andreia Gonçalves foi a melhor, o que lhes uma “maior motivação” para continuar com esta prática na ilha e convencer mais mulheres a praticarem a modalidade.

Aquele responsável disse ainda que na categoria masculino, a ilha também fez uma “boa representação”, tendo ficado nos lugares cimeiros, como são os casos de Ildo Tavares, que alcançou o segundo lugar na categoria de mais de 75 quilogramas, e Sidney Djone Santos, que alcançou igual classificação, mas na categoria de 66 quilogramas.

 

“Por todos estes resultados, consideramos que a nossa participação, a primeira, foi positiva, porque não conhecíamos sequer quem iríamos defrontar, mas felizmente conseguimos os nossos objectivos” frisou Alberto Monteiro, realçando que agora va aposta será ma realização de outras competições durante o Verão, entre elas o “strong man”, para determinar um representante da ilha no campeonato nacional nesta modalidade.

 

Alberto Monteiro mostrou-se convicto de que esta modalidade vai ter uma “boa adesão” dos jovens nos próximos tempos, lembrando que já existe um acordo com a federação da modalidade, que garantiu o envio de uma barra de 20 quilogramas, tendo em vista que na ilha os atletas treinam somente com de oito quilogramas, uma “diferença enorme” do que encontraram durante a prova nacional.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest