Ministra da Saúde classifica Ano da Saúde Mental como compromisso firme do Governo para com a temática

A ministra da Saúde Filomena Gonçalves classificou hoje a decisão do Governo, de declarar 2024 como Ano da Saúde Mental, como um compromisso firme e estratégico para abordar as questões mais prementes relacionadas à temática.

A governante falava durante o seu discurso na III edição da Semana da Função Pública, na cidade da Praia, que acontece no âmbito da comemoração do “Dia da Função Pública”, assinala a 23 de Junho, este ano alusiva à declaração de “2024 – Ano da Saúde Mental”, em Cabo Verde.

De acordo com Filomena Gonçalves, a saúde mental é um direito fundamental de cada cidadão, asseverando que no caso do ambiente de trabalho, a promoção da saúde mental é crucial para o bem-estar físico, mental e social dos profissionais e gestores.

“Estudos demonstram que ambientes de trabalho positivos e inclusivos podem reduzir significativamente o stress, aumentar a produtividade e melhorar a satisfação profissional. Neste contexto, cito o Papa Francisco que afirmou que ‘o trabalho deve ser um meio de dignidade e realização, não de opressão e sofrimento’. Esta visão é partilhada pelo nosso Governo” afirmou, reiterando o compromisso do Estado em combater o estigma associado a transtornos mentais.

Nesta óptica, a ministra realçou que as ações que integram o Programa do Ano da Saúde Mental incluem campanhas de sensibilização, programas educativos e atividades comunitárias, com o propósito de alcançar todas as camadas da sociedade incluindo locais de trabalho, para garantir que cada cidadão tenha acesso a serviços de saúde mental de qualidade.

“A nossa missão é clara, devemos trabalhar juntos para criar ambientes laborais que promovam a saúde mental. Isso envolve a implementação de programas de formação e capacitação para gestores e profissionais de saúde, a promoção da política pública inclusiva e eficaz e a criação de uma cultura de apoio e compreensão no local de trabalho”, disse.

Filomena Gonçalves aproveitou a ocasião para enaltecer o facto da III edição da Semana da Função Pública ser dedicada à promoção da saúde mental no ambiente laboral, enfatizando que esta visão confirma o compromisso do Governo em criar condições que assegurem o bem-estar integral dos funcionários públicos.

Um reconhecimento, acentuou, que evidencia a importância de cuidar da saúde mental como um pilar essencial para o desenvolvimento e a prosperidade do País, apelando a um esforço coletivo das empresas, Organizações da Sociedade Civil, sindicatos e das famílias.

O evento cuja abertura ocorreu na sexta-feira, 21 de junho, em São Vicente, prolonga-se até esta quinta-feira, 27.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest