Mosteiros: Quatro dos seis indivíduos acusados de pratica de seis crimes de furto qualificado e recetação ficam em prisão preventiva

O tribunal da comarca dos Mosteiros aplicou como medida de coação a prisão preventiva a quatro dos seis indivíduos indiciados da prática de seis crimes de furto qualificado e recetação.

Os seis indivíduos com idade entre os 18 e os 32 anos, todos naturais dos Mosteiros, foram detidos fora de flagrante delito no âmbito da investigação de seis autos de instrução registados na Procuradoria da República da Comarca dos Mosteiros.

Os indivíduos estão indiciados por factos susceptíveis de integrarem, por ora, a prática dos crimes de furto qualificado e de receptação, previstos e punidos pela legislação penal cabo-verdiana e, após as detenções foram submetidos, na terça-feira, ao primeiro interrogatório judicial de detidos.

Em conformidade com o requerimento do Ministério Público, foram aplicadas como medidas de coação aos quatro indivíduos de 18, 25 (dois) e 30 anos a prisão preventiva pela prática de seis crimes de furto qualificado.

Aos indivíduos de 21 e 32 anos, indiciados da prática de um crime de receptação, foi aplicada como medida a apresentação quinzenal na Esquadra Policial dos Mosteiros.

Já no âmbito da investigação de três autos em instrução de inquérito tutelar socioeducativo registado na mesma Procuradoria, o Ministério Público ordenou a detenção fora de flagrante delito, de um menor de 15 anos, por factos suscetíveis de integrarem, por ora, a prática de seis crimes de agressão sexual de criança, agravada.

O menor, natural dos Mosteiros, foi submetido ao primeiro interrogatório judicial de menor detido e foi aplicada como medida de coação o seu internamento por um período de três meses no Centro Orlando Pantera.

Quer os processos relativos ao furto qualificado e recetação como de agressão sexual de criança agravada, continuam em investigação, permanecendo por isso em segredo de justiça.

Já em São Filipe, o Ministério Público ordenou no passado dia 12 a detenção de um indivíduo de 43 anos indiciado da prática dos crimes de armas e de tráfico de drogas de menor gravidade (23 tacos de cannabis) tendo o tribunal de São Filipe a requerimento do Ministério Público aplicado como medida de coação a obrigação de permanência na ilha do Fogo e apresentação periódica às autoridades policiais, já que o processo continua em investigação e em segredo de justiça.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest