Camarões: Jovem cientista combate malária com plantas nativas

A cada dois minutos, uma criança morre de malária – uma das doenças mais mortais do mundo. Nos Camarões, uma cientista transformou em missão de vida combater o mosquito responsável pela sua transmissão. Ela desenvolveu o primeiro inseticida 100% orgânico, feito de plantas locais. Pela descoberta, a pesquisadora recebeu o prestigioso prémio Jovens Talentos, da UNESCO.  

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest