Dortmund-Real Madrid: Nervoso miudinho na final da Champions

Este sábado é o dia da grande decisão na Liga dos Campeões europeus de futebol, edição 2023/24. Borussia Dortmund e Real Madrid são os protagonistas da grande final em Wembley.

Onze anos depois, o Dortmund volta a estar numa final da Champions. E quis o destino que o regresso fosse no mesmo palco onde disputou a última final contra o Bayern de Munique, em 2013.

Sem muita pressão, o Dortmund está em Londres para desfrutar. Afinal terá pela frente o supercampeão da Champions, o Real Madrid. Mesmo assim, Edin Terzić, técnico principal do clube alemão, promete uma noite de “show” de bola.

“Sinto a energia do grupo. Sinto a energia em cada sessão, e essa é a melhor sensação que tenho nas últimas semanas”, comentou Terzić em declarações aos jornalistas.

Nervoso miudinho

Apesar de já ter disputado várias finais da Champions, o treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti, diz que uma final dá sempre um “friozinho” na barriga.

“O frio e o medo vão chegar no sábado à tarde. Isto é normal, é sempre assim neste tipo de jogos. Mas a minha equipa dá-me muita confiança, porque a vejo concentrada no jogo. Está em modo Champions, por isso tenho muita confiança”, afirmou Ancelotti.

Jude e Jadon

Jude Bellingham (Real Madrid) e Jadon Sancho (Dortmund) poderão ser as grandes atrações no jogo de sábado à noite.

Os dois internacionais ingleses foram colegas no Dortmund e jogam em casa. Carregam o sonho de levantar pela primeira vez o canecão da milionária. Edin Terzić sabe o quão Sancho está focado nisso: “O Jadon quer realizar o seu sonho de ganhar e levantar o troféu da Liga dos Campeões. E esperamos poder dar-lhe o apoio necessário para o conseguir, porque sabemos que ele vai dar o seu melhor.”

Jude Bellingham, uma das grandes unidades do Real Madrid esta época, reconhece que a final da Champions será emocionante, não só por jogar em casa, mas também por reencontrar a antiga equipa.

“Mas penso que, para o jogo, tenho de tentar tirar isso da cabeça e concentrar-me no plano absoluto do jogo”, acrescentou Bellingham.

Uma noite inesquecível

Esta final da Champions será certamente memorável para os alemães Toni Kroos (Real Madrid) e Marco Reus (Dortmund).

Kroos disputa a sua última Liga dos Campeões na carreira. E a final de sábado será o último jogo de Reus com a camisola do Borussia Dortmund.

Jude Bellingham considera o seu atual companheiro de equipa, Toni Kroos, insubstituível: “Não creio que haja ninguém no futebol mundial, neste momento, que possua as qualidades que ele possui”, disse.

O quatro vezes campeão da Liga do Campeões Toni Kroos anunciou que se vai reformar do futebol depois do Euro2024.

A noite de sábado será também memorável, pelo menos, para um dos treinadores. Ancelotti, 64 anos, busca em Wembley a sétima medalha da Liga dos Campeões. Como treinador já venceu a Champions quatro vezes (duas pelo Real Madrid e duas por AC Milan), mas também foi duas vezes vencedor da prova como jogador.

Edin Terzić, 41 anos, busca a sua primeira medalha na Champions.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest