Liga dos Campeões | Real Madrid vs. Liverpool na final

Real Madrid venceu o Manchester City por 3-1 após prolongamento (6-5 agregado final) e chega à final pela 17ª vez. “Reds” e “merengues” já disputaram duas finais entre si, com uma vitória para cada lado.

O Real Madrid vai jogar a final da Liga dos Campeões com o Liverpool. A equipa comandada por Carlo Ancelotti venceu o Manchester City, no Santiago Bernabéu, por 3-1 (após prolongamento). Na eliminatória, o Real vence por 6-5 a equipa inglesa. É a 17ª vez que o Real Madrid chega à final da “Champions” e vai tentar conquistar o troféu número 14 da história do clube.

Grande primeira parte! Nos 15 minutos iniciais, o Real Madrid atacou muito e tentou marcar cedo na partida para empatar a eliminatória. Benzema teve duas oportunidades, mas nem na baliza conseguiu acertar. A partir daí, o Manchester City pegou no jogo, começou o “tiki-taka” que lhe é característico e dominou mais de metade da primeira parte.

Aos 20 minutos, Bernardo Silva, a passe picado de Kevin De Bruyne, na cara de Curtois, fez um grande remate, mas ainda maior defesa do guarda-redes belga. Ficou aí o primeiro aviso do City, que três minutos depois, voltou a visar a baliza de Curtois, com um grande remate em arco de Gabriel Jesus, a passar muito perto da baliza do Real Madrid. Aos 40 minutos, Phil Foden, à entrada da grande área, de pé direito, esteve perto de marcar, não fosse novamente uma boa defesa de Curtois.

O segundo tempo iniciou com o primeiro, com o Real Madrid a atacar com tudo e logo nos primeiros segundos, Vinicius Junior, de baliza aberta e sozinho, atirou ao lado da baliza de Ederson. depois deste “susto”, o Manchester City voltou a tomar conta do jogo, com muita posse de bola, até muitas vezes longe da baliza do Real Madrid, mas uma forma tática de tirar a bola ao Real e desgastar a equipa espanhol na procura da bola e do contra-ataque.

Aos 73 minutos, o momento do jogo. Contra-ataque do City pelo corredor central, Bernardo Silva correu com a bola desde o grande círculo, carregou o “piano”, abriu à direita para Mharez, e o melhor marcador do City na “Champions”, de pé esquerdo, fuzilou a baliza de Curtois. Oitavo golo do atacante argelino do Manchester City.

Aos 83 minutos, Grealish passou por todos, atirou à baliza de Curtois, mas Mendy tirou a bola da linha de golo. No minuto seguinte, nova oportunidade para o atacante inglês nova defesa, desta vez o pé de Curtois a evitar o 0-2.

Tudo parecia encaminhado para o Manchester City, mas quando do outro lado está o Real Madrid, o “Pai Grande” da Liga dos Campeões, tudo, mas mesmo tudo é possível. Em cima do minuto 90, quando parecia que o Real estava “morto”, Benzema descobriu Rodrygo dentro da área, que empatou a partida. Menos de um minuto depois, cruzamento de Asénsio e Rodrygo, de cabeça, virou o jogo e mandou toda a gente para prolongamento.

Aos 93 minutos, Benzema entrou na grande área e foi rasteirado por Ruben Dias. O árbitro, Danielle Orsato não teve dúvidas e apontou para o castigo máximo. Da marca dos 11 metros, Karim Bnezema, de grande penalidade fez o 3-1. Penálti sem hipótese de defesa para Ederson. 15 golo do atacante francês de 34 anos nesta Liga dos Campeões.

Em cima do minuto 105, Phil Foden cabeceou para uma grande defesa de Curtois e na recarga, à boca da baliza, Fernandinho atirou ao lado.

É a terceira vez que as duas equipas se defrontam na final da Liga dos Campeões. Uma vitória para cada lado. No primeiro duelo, em 1981, o Liverpool venceu por 1-0 e em 2018, o Real Madrid venceu por 3-1, completando um “tri” de conquistas na “Champions”

Real Madrid e Liverpool vão disputar a final da Liga dos Campeões no dia 28 de maio, em Paris, no Stade de France.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest