Mundial 2022: Portugal e Brasil apurados para os oitavos de final

Seleção portuguesa venceu o Uruguai (2-0) no grupo H e os pentacampeões mundiais derrotaram a Suíça por 1-0, no grupo G. Camarões empatou e o Gana está a um ponto dos oitavos de final.

Portugal e Brasil estão apurados para os oitavos de final, mas ainda se podem cruzar na próxima fase se uma das seleções ganhar o respetivo grupo e a outra seleção ficar em 2º lugar.

Portugal 2-0 Uruguai

Portugal estava a três pontos dos oitavos de final e o Uruguai precisava mesmo de ganhar para depender apenas de si próprio. Na primeira parte, marcada por um jogo muito agressivo e contraído do Uruguai, a melhor oportunidade de golo foi da seleção sul-americana. Betancur “varreu” três jogadores portugueses e no cara a cara com Diogo Costa, o médio uruguaio não consegui bater o prodígio português.

No sengundo tempo, Portugal galgou metros no terreno e mesmo com pouco espaço, acabou por chegar ao golo. Aos 54 minutos, Bruno Fernandes, num cruzamento em arco, colocou a bola na área à procura de Cristiano Ronaldo, mas a bola acabou por entrar sem tocar em CR7.

O jogo ficou partido e o Uruguai voltou a ter uma grande oportunidade de golo. Ao minuto 74, Máxi Gomez, num remate em arco, atirou a bola contra o poste da baliza de Diogo Costa, seria indefensável para o guarda-redes português.

Depois de um sufoco uruguaio, Portugal “ganhou” um penálti em cima do minuto 90. Gimenez cortou uma bola com a mão de apoio e o VAR validou o castigo máximo. Da marca dos onze metros, Bruno Fernandes bisou e fechou o apuramento português.

Coreia do Sul 2-3 Gana

Foi um jogaço de futebol, mas podia ter saído caro ao Gana. Vantagem de 0-2 ao intervalo, com golos de Salisu e Kudus. A Coreia do Sul, comandada por Paulo Bento, não fez qualquer remate enquadrado com a baliza do Gana. Mas no segundo tempo, o cenário inverteu-se de forma temporária.

Num espaço de três minutos, Cho Gue-Sung bisou e empatou a partida. Foi a primeira vez que um jogador sul-coreano marcou dois golo num jogo do Mundial de futebol. Quem não quis ficar atrás desse marco histótico foi Kudus. O avançado que atua no Ajax (Países Baixos), bisou, fez o 2-3 e entrou também para a história como o primeiro jogador ganês a bisar numa partida num Campeonato do Mundo de futebol.

A seleção ganesa somou os primeiros três pontos e depende apenas de si própria para se apurar para os oitavos de final. Precisa de apenas um ponto frente à seleção do Uruguai na última jornada.

Camarões 3-3 Sérvia

A seleção camaronesa deve-se a si própria não ter ganho a partida. Ao contrário do que aconteceu na primeira jornada frente à Suiça – derrota por 1-0 -, Camarões foi eficaz na frente e ineficiente na defesa.

Castelletto deu vantagem à seleção camaronesa aos 29 minutos. Mas ainda na primeira parte, já no tempo de compensação, num espaço de dois minutos, a Sérvia virou o resultado. Pavlovic empatou e Milinkovic-Savic fez o 1-2 antes do intervalo. Aos oito minutos da segunda parte, Mitrovic – numa jogada coletiva diga de uma aula de futebol – aumentou para 1-3 e o jogo parecia acabado.

Mas ao minuto 55, Rigobert Song lançou Vincent Aboubakar na partida e precisou de apenas 11 minutos para ganhar o primeiro ponto para a seleção camaronesa. Aos 63 minutos, Aboubakar reduziu para 2-3, com um “chapéu” que vai entrar para a galeria dos melhores golos do ano e três minutos depois, assistiu Choupo-Moting para o 3-3 final.

Para chegar aos oitavos de final, Camarões tem de vencer o Brasil e esperar que a Sérvia não ganhe à Suiça por uma margem superior.

Brasil 1-0 Suíça

A seleção brasileira tentou resolver o jogo cedo e a Suíça tentou levar um ponto precioso para decidir a qualificação para os oitavos de final do Mundial. A defesa suíça esteve praticamente irrepreensível, juntamente com o guarda-redes, Yann Sommer. A seleção helvética travou tudo até ao minuto 83.

Casemiro, médio defensivo brasileiro, apareceu em zona de finalização, dentro da grande área e com a parte de fora do pé direito, rematou de forma indefensável para Sommer, um dos melhores guarda-redes do mundo. Pela décima vez consecutiva, o Brasil apura-se para os oitavos de final do Mundial de futebol (não falha desde 1982).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest