Vários mortos em confrontos entre exércitos sudanês e etíope

O Exército sudanês anunciou a morte de vários dos seus soldados num ataque das forças etíopes na região agrícola de Al-Fashaga, disputada pelo Sudão e Etiópia.

O exército sudanês referiu este domingo (28.11) ter “respondido” a um ataque das forças etíopes na região agrícola de al-Fashaqa, uma zona disputada pelo Sudão e Etiópia, em confrontos que provocaram vários mortos aos dois lados.

As tropas sudanesas “repeliram o ataque” e “sofreram perdas humanas e materiais significativas”, adiantou o comunicado, sem especificar o número de mortos. O confronto reaviva o conflito fronteiriço entre os dois países em torno das terras férteis da vasta região de Al-Fashaga, no Estado sudanês de Gedaref.

“As nossas forças foram destacadas para proteger as plantações de al-Fashaqa al-Soghra, na área de Baraket Noreen, onde foram atacadas por grupos e milícias pertencentes ao exército etíope”, referiram, num comunicado, as forças armadas sudanesas.

Segundo o comunicado, o ataque de sábado (27.11) “visa intimidar os agricultores, sabotar a colheita e fazer incursões” na área em disputa.

Muitas baixas

O exército sudanês reivindicou que as suas forças repeliram o ataque, causando “muitas perdas humanas e materiais nas fileiras dos atacantes”, assumindo também que as Forças Armadas do país sofreram igualmente baixas nas suas fileiras, sem avançar um número preciso de mortos em ambos os lados.

A zona de al-Fashaqa, no sudeste da província sudanesa de Qadarif, é uma área disputada entre Cartum e Adis Abeba, onde ocorrem confrontos esporádicos entre militares e agricultores de ambos os países sobre a exploração dessas terras férteis e abundantes em recursos hídricos.

Os confrontos intensificaram-se em 2020 com a guerra entre o Governo federal da Etiópia e as autoridades da província de Tigray, de onde dezenas de milhares de etíopes fugiram para se refugiar no leste do Sudão.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us