II edição do Campo Nacional do Escutismo prevê reunir cerca de dois mil escuteiros na ilha do Fogo – presidente AECV

A presidente da Associação dos Escuteiros de Cabo Verde avançou hoje que a ilha do Fogo receberá, no mês de Agosto, a II edição do Campo Nacional de Escutismo que reunirá cerca de dois mil escuteiros.

Zezinha Alfama avançou estas informações à imprensa, após ser recebida em audiência pelo Presidente da República, José Maria Neves, tendo adiantado que o encontro teve como principal objectivo a apresentação do referido evento e convidar o chefe de Estado para presidir à cerimónia de abertura do campo que irá decorrer de 01 a 08 de Agosto.

“Achamos por bem que o evento que o corpo do escutismo católico tem programado para este verão será de todo interesse do senhor Presidente da República conhecer, sobretudo pelos propósitos deste evento, que é reunir dois mil escuteiros para, não só promovermos a fraternidade e a partilha de conhecimento, mas também os escuteiros conhecerem uma região que é muito forte em termos de escutismo que é a região Fogo e Brava”, declarou.

Entretanto, realçou, para a AECV conseguir realizar o evento tem alguns desafios a ultrapassar, nomeadamente, questões relacionados com o acolhimento dos escuteiros e a questão do transporte, tendo acrescentando que durante o encontro com José Maria Neves, a AECV solicitou magistratura de influência junto das entidades na concretização desses objectivos.

“Saímos felizes deste encontro por termos garantido da parte do Presidente a sua influência perto de algumas entidades no sentido de nos apoiarem na concretização desta grande actividade”, declarou.

Para além de promover a fraternidade que é o espírito que une todos os escuteiros, especificou, a II edição do Campo Nacional de Escutismo visa igualmente promover o intercâmbio e prevê realizar várias actividades sobre a importância de determinados valores na sociedade.

“O lema do campo é ‘Nu ta rema contra maré (Remamos contra a maré)’. Existem males que identificamos como muito prejudiciais à educação dos nossos jovens e através do método escutista fazê-los viver um outro momento que traz a paz, solidariedade que é fundamental para eles levarem para suas comunidades”, asseverou.

Adiantou ainda que no decorrer do evento, serão homenageados o padre Sanches, que deu grande apoio para o desenvolvimento deste movimento, que viveu muitos anos na ilha do Fogo, o padre Pereira e o instrutor nacional Paulo Alfama que por sua vez deram um grande contributo na promoção e desenvolvimento do escutismo.

O campo irá decorrer de 01 a 08 de Agosto, na localidade de Monte Barro, na Cidade de São Filipe e foi integrado pela Câmara Municipal de São Filipe dentro das actividades do centenário da cidade.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us