Ministro admite necessidade de maior investimento no desporto nas diferentes modalidades

 O ministro da Juventude e Desporto, Carlos Monteiro, admitiu hoje, no Sal, a necessidade de um maior investimento no desporto nas diferentes modalidades, defendendo ao mesmo tempo um debate “muito mais profundo”, sobre o futuro do desporto no País.

Carlos Monteiro fez essas considerações no ato de abertura do Campeonato Regional de Karaté – Sal 2022, nas técnicas Kata e Kumite, a que presidiu esta manhã, cuja atividade vai decorrer durante todo o dia deste sábado e domingo.

Reiterando a necessidade de um maior investimento no desporto nas diferentes modalidades, quer coletivas quer individuais, Carlos Monteiro destacou também o facto de o desporto ser um veículo para ocupação dos tempos livres das crianças e jovens, bem como fator de inclusão e de transmissão de valores, regras, disciplina, solidariedade, boa cidadania, entre outras valias.

“Desporto não é só futebol, basquetebol ou andebol, inclusive modalidades individuais que precisam ser melhor acarinhadas, merecendo mais atenção por parte do País, no seu todo… Governo, câmaras municipais, sociedade civil, empresas privadas”, analisou.

“Devemos ver o desporto como um todo, como um desígnio nacional, e ser objeto de maior atenção por parte de todos”, insistiu, destacando a competição de parakaraté, para pessoas com necessidades especiais, que pela primeira vez acontece em Cabo Verde.

Ao fazer esta leitura disse que a sua presença nesta atividade, representa a importância que o Governo atribui a esta e outras modalidades desportivas, que “muito têm contribuído” para a formação de crianças e jovens na ilha.

Falando, particularmente do karaté, Carlos Monteiro acredita que se trata de uma modalidade com futuro.

“Claro que há futuro, assim como as outras modalidades individuais. E nós temos que estar ao lado da federação, das associações, academias e dos pais para que esse futuro seja cada vez mais brilhante, muito melhor”, considerou.

“É uma modalidade onde Cabo Verde tem mestres a nível mundial, e onde Cabo Verde pode ter atletas de nível mundial. Portanto, só podemos ter confiança no futuro”, frisou.

Parabenizando a Associação Regional de Karaté da ilha do Sal, promotora do evento, o titular da pasta da Juventude e Desporto, desejou uma competição saudável entre os atletas, reafirmando a “abertura total” do Governo no sentido de melhorar cada vez mais as associações de karaté e outras modalidades.

“Parabenizar também aos pais que são um factor muito importante para o desporto de formação de Cabo Verde. Sinalizar o momento como muito especial, e mostrar que devemos dar uma grande atenção a desportos individuais, que podem desempenhar um papel muito importante para a imagem de Cabo Verde e o desenvolvimento dos nossos atletas”, enfatizou o governante.

Ao todo são cerca de 50 atletas a disputar as medalhas de ouro, bronze e prata, no Campeonato Regional de Karaté – Sal 2022, nas técnicas Kata e Kumite, em diferentes categorias, nomeadamente pré-infantil, infantil, iniciados, cadetes, júnior, sénior, parakaraté e Open misto de atletas.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest