Ministro diz que acordo alcançado com os docentes vai ao encontro das possibilidades do país

O ministro da Educação assegurou hoje que o Governo vai cumprir com aquilo que foi prometido aos professores, e sublinhou que a atualização da tabela remuneratória da classe foi atualizada de acordo com as possibilidades do país.

Amadeu Cruz foi questionado pelos jornalistas sobre a posição dos sindicatos dos professores, Sindprof e Sindep, que se manifestaram “insatisfeitos” com a proposta do Governo em fazer atualização da nova grelha salarial só em Janeiro de 2025, sabendo que o estatuto sai no mês de Junho.

O ministro, que falava à imprensa, à margem da abertura da reunião com o Grupo de Parceiros Locais da Educação (GPLE), que decorre hoje na cidade da Praia, sublinhou que os sindicatos devem ter em conta as condições que o país tem neste momento.

“Nós sempre tivemos com a bandeira da paz bem erguida e procuramos dialogar sempre com os sindicatos respeitando as suas posições, sendo que o programa do Governo já tinha definido como um dos objetivos a revisão do Estatuto da Carreira do Doente e a actualização da tabela remuneratória”, apontou.

Adiantou que em diálogo com os sindicatos ficou acordado que todos os salários seriam actualizados, com o índice 100 da tabela remuneratória da classe docente, para as carreiras dos professores com licenciatura em 91 mil escudos e para os professores sem licenciatura em 55 mil escudos como salário base.

Segundo Amadeu Cruz, neste momento esta é a possibilidade do país e está alinhada com as expectativas e as suas possibilidades.

“Esta é a decisão do Governo e é uma decisão que beneficia os professores, que beneficia a estabilidade do sistema educativo cabo-verdiano”, precisou.

Na ocasião disse que o Sindprof, sindicatos e outros sujeitos e agentes educativos têm toda a legitimidade para terem as suas posições, mas o país dá aquilo que pode e que os contribuintes podem pagar.

Na quarta-feira, 14, através de um comunicado publicado na sua página na rede social Facebook, o Ministério da Educação anunciou que o índice 100 da tabela remuneratória da classe docente para as carreiras dos professores com licenciatura fica fixado, a partir da entrada em vigor do novo Plano de Cargos, Funções e Remuneração (PCFR), em 91 mil escudos.

O documento refere ainda que esta medida vai beneficiar também os professores sem licenciatura que recebiam 24.021 escudos com um salário mensal de 55 mil escudos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest