Ministros da Saúde da CPLP reafirmam compromisso com a implementação da Agenda 2030

Os ministros da Saúde da CPLP, reunidos em Luanda, reafirmaram ontem, dia 25, o seu compromisso com a defesa e a promoção dos direitos humanos e prometeram cumprir com a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Segundo o site da CPLP, os ministros, que se encontram na capital angolana na VI reunião da Saúde da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), reiteraram ainda na declaração final a vontade política dos Estados-Membros para continuar a partilhar, de forma regular e oportuna, diferentes práticas para responder aos desafios resultantes dos processos de gestão da covid-19 e da recuperação pós pandemia.

Entre outras acções acordadas na declaração final do VI reunião dos ministros da Saúde da CPLP destaca-se ainda a intenção de se fortalecer a coordenação entre os Estados-Membros na vigilância e resposta a emergências em Saúde Pública, incluindo epidemias e desastres, e mecanismos de diálogo e coordenação política e técnica que intensifiquem a participação política concertada em diferentes organismos e canais.

Consta ainda da declaração final do IV encontro o interesse em incrementar a utilização de mecanismos de coordenação para a melhoria da cooperação Norte-Sul, Sul-Sul e triangular, bem como a partilha de conhecimentos.

O documento tornado público hoje recomenda a aprovação do Plano de Acção 2022/2024, da Reunião de Ministros da Saúde da CPLP, a revisão do PECS-CPLP para o período 2022-2026 e a realização de uma Conferência sobre Cuidados de Saúde Primários (CSP) a ter lugar em Luanda, até o final de 2022.

A declaração final da IV reunião recomenda ainda a realização de uma Conferência da CPLP sobre “One Health/Uma Só Saúde”, em Cabo Verde, até ao final de 2023; a realização do IV Encontro Luso Brasileiro de Avaliação em Saúde, até o primeiro trimestre de 2023, e do Curso de Especialização em Saúde Global e Diplomacia da Saúde, sob a coordenação do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz (CRIS), do Brasil.

O reforço da cooperação para incentivar a plena concretização da telemedicina e telesaúde nos Estados-Membros da CPLP e o lançamento do “Programa de Cooperação para Elaboração dos Guias Alimentares” são, entre outros, as recomendações saídas da VI reunião dos ministros da Saúde.

Fizeram-se presentes no encontro, os representantes de Angola, do Brasil, de Cabo Verde, da Guiné-Bissau, da Guiné Equatorial, de Moçambique, de Portuguesa, de São Tomé e Príncipe e de Timor-Leste.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us