Parlamento: Desporto será oitava plataforma no plano estratégico de desenvolvimento sustentável 2022-2026 – ministro

O ministro Adjunto do Primeiro-Ministro para a Juventude e Desporto, Carlos Monteiro, anunciou hoje, no parlamento, que o desporto será a oitava plataforma no plano estratégico de desenvolvimento sustentável 2022/2026.

O titular da pasta da Juventude e Desporto adiantou que o desporto passa a constar, pela primeira vez, de um título do plano estratégico de cooperação (PEC) entre Cabo Verde e Portugal e passa a ver densificado, nos textos, os temas prioritários de cooperação entre os dois países.

Carlos Monteiro referiu-se igualmente ao “senso do desporto” em curso no País e que é o primeiro projecto de desporto, em África, financiado pelo Banco Mundial, e garantiu que essas são medidas que pretendem “transformar o desporto num desígnio nacional” que possa ser abraçado, não só, por decisões políticas, mas também por toda a sociedade cabo-verdiana e pelos agentes desportivos.

No discurso inicial do debate parlamentar sobre o sector que tutela, o ministro reconheceu que o desporto sempre foi visto como um desígnio nacional e falado como factor de desenvolvimento e de inclusão, mas disse entender que, para isso, “é preciso um investimento sustentável no desporto”.

Carlos Monteiro reconheceu que os sucessivos governos fizeram um “esforço grande” na alocação de recursos para a infra-estruturação desportiva do País, pelo que, o que falta, em seu entender, tem a ver com a necessidade de dotar o País de um documento de desenvolvimento estratégico para o desporto que defina o modelo de desenvolvimento estratégico para o sector.

Para a área da Juventude, o ministro identificou o combate ao desemprego jovem garantindo aos jovens o acesso ao emprego e ao emprego digno, o fomento ao empreendedorismo por reconhecer que “a atitude empreendedora é que faz avançar os países”, a reforma do sistema educativo com a introdução de matérias, no plano curricular, de matérias que possam dar aos jovens as ferramentas para melhorarem o seu perfil, como os principais desafios que se colocam.

O ministro defendeu, igualmente, a massificação da formação profissional, com o aumento significativo de ofertas formativas e do número de jovens com acesso à formação profissional em todos os concelhos do País.

Este debate integra a agenda da primeira sessão parlamentar de Março que decorre de hoje à próxima sexta-feira, 11, durante a qual estão previstos outros pontos como as perguntas ao Governo, a aprovação de propostas de lei e a aprovação de resoluções.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest