Santo Antão: Júlio Ascensão Silva alerta para a gravidade da situação da perda do poder de compra em Cabo Verde

O presidente do Instituto para a Promoção do Diálogo Social e Liberdade Sindical, Júlio Ascensão Silva, qualificou hoje em Santo Antão de “grave” a situação da perda do poder de compra em Cabo Verde.

Júlio Ascensão Silva, que falava à imprensa depois da assinatura de um protocolo de cooperação com o Sindicato Livre dos Trabalhadores de Santo Antão (SLTSA), avançou que “nos últimos três anos” os trabalhadores cabo-verdianos perderam o seu poder de compra em cerca de 15 por cento (%).

“Tem havido um aumento galopante do preço dos produtos da primeira necessidade, com uma inflação muito elevada”, notou o presidente do Instituto, para quem os trabalhadores, através dos seus sindicatos, os empregadores e o Governo devem “reflectir” sobre esta questão e encontrar formas de repor o poder de compra no país.

Por seu lado, o secretário permanente do SLTSA, Carlos Bartolomeu, disse que se está perante “uma situação complicada”, marcada por “uma inflação destrutiva a nível das famílias” e pela degradação paulatina do poder de compra no arquipélago.

O protocolo assinado entre o SLTSA e o Instituto para a Promoção do Diálogo Social e Liberdade Sindical consiste, entre outras áreas, na formação dos dirigentes, delegados e activistas sindicais em Santo Antão, com vista a melhor a sua actuação em prol da defesa dos direitos dos trabalhadores.

O protocolo, segundo Júlio Ascensão Silva, é “o início de uma caminhada de maior importância” em Santo Antão, onde a aposta vai ser na formação, numa primeira fase, dos sindicalistas, devendo, numa etapa seguinte, o seu alargamento a trabalhadores e chefes de serviços.

JM/AA

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest