Governo constrói 206 km de estradas mas oposição critica “baixo nível” de execução

A ministra das Infraestruturas Eunice Silva disse ontem, dia 7, que o Governo construiu ou reabilitou 206 quilómetros de estradas em sete anos, mas a oposição notou que é “muito menos de metade” das asfaltadas pelo anterior executivo até 2014.

“O atual Governo já construiu ou reabilitou, nestes sete anos de governação, 206 quilómetros de estradas e tem em execução 104 quilómetros”, contabilizou a ministra das Infraestruturas, Habitação e Ordenamento do Território de Cabo Verde, Eunice Silva, ao intervir no arranque do debate parlamentar sobre o setor.

Segundo a governante, o objetivo dessas obras é “desencravar muitas localidades que são de grande potencial turístico e agrícola”.

A nível de requalificação urbana, Eunice Silva avançou que o atual Governo já contabiliza mais de 600 mil metros quadrados de área requalificada em todo o arquipélago.

“Traduzidos em orlas marítimas, centros urbanos, centros históricos e bairros”, enumerou a ministra, na abertura do debate proposto pelo grupo parlamentar do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, na oposição).

Na sua intervenção inicial, Eunice Silva disse ainda que o défice qualitativo é de 40 mil casas no país enquanto o quantitativo é de 14 mil, mas enumerou projetos em curso para “mais e melhor” habitação no país, entre elas demolição de barracas nas ilhas do Sal e da Boa Vista.

O deputado Alberto Melo, do grupo parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD, no poder), destacou os “notáveis esforços” do Ministério tutelado por Eunice Silva, com “investimentos substanciais” e apelou ao diálogo para um “desenvolvimento sustentável e duradouro” para Cabo Verde.

Por sua vez, a bancada parlamentar do PAICV, que propões o debate, registou “baixo nível” de execução dos compromissos assumidos pelo Governo desde 2016 e entendeu que “as infraestruturas estão a surgir de forma avulsa, isoladas e sem qualquer visão de conjunto”.

Indicando um conjunto de obras prometidas mas que até agora não foram executadas, o deputado do PAICV António Fernandes disse que o total de estradas construídas ou reabilitadas pelo atual Governo representa “muito menos de metade” das asfaltadas pelo anterior executivo do seu partido até 2014.

O deputado criticou ainda a “discriminação” por parte do Governo aos municípios de cor política diferente em relação às obras de requalificação urbana e chamou atenção para o défice habitacional no país.

A deputada da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição) Zilda Oliveira chamou atenção para a existência de “problemas críticos” nos setores das Infraestruturas, Habitação e Ordenamento do Território e mostrou-se preocupada com as “cidades de betão e alcatrão”, em vez de serem “sustentáveis, seguras e inclusivas”.

Além do debate com a ministra das Infraestruturas, Habitação e Ordenamento do Território, o PAICV vai interpelar o Governo, na primeira sessão de fevereiro que vai até sexta-feira, sobre a conetividade interilhas e de Cabo Verde com o Mundo, enquanto o MpD solicitou a presença da ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Edna Oliveira.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest