África do Sul: Maior partido da oposição pede fim do “desemprego e desgoverno” do ANC

A poucos dias das eleições gerais na África do Sul, o líder do maior partido da oposição da África do Sul, John Steenhuisen, apelou neste domingo, 26, aos eleitores para que votem no seu partido porque este não faz promessas vazias.

A Aliança Democrática (DA), que obteve a segunda maior percentagem de votos nas anteriores eleições, instou os seus apoiantes a usarem os seus votos para encerrar o capítulo do governo do Congresso Nacional Africano (ANC) que ele disse ser um símbolo do “desemprego, corrupção e desgoverno”, e escrever um novo capitulo quando votarem na quarta-feira

“Ao contrário de todos os outros partidos nesta eleição, o DA não faz promessas sobre o que faremos um dia. Mostramos a vocês as provas do que já estamos a fazer hoje”, afirmou Steenhuisen, aos seus apoiantes .

O seu partido dirige o Governo provincial do Cabo Ocidental, sede da popular cidade turística da Cidade do Cabo.

Steenhuisen disse que o seu partido “não surgiu do nada para prometer o céu, o sul e a lua”

As sondagens eleitorais indicam que o ANC poderá perder a sua maioria parlamentar pela primeira vez desde que Nelson Mandela foi eleito para o poder em 1994, no final do apartheid.

A DA formou um pacto com alguns partidos menores para tentar obter mais de 50% dos votos necessários para formar um governo, uma aliança que inclui o partido nacionalista Zulu Inkatha Freedom Party e o ActionSA, um partido liderado por um ex-prefeito de Joanesburgo, o centro económico do país.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest