Donald Trump adere ao TikTok e ganha rapidamente um milhão de seguidores

Poucas horas após se ter juntado ao TikTok, o candidato presidencial republicano Donald Trump atraiu, no domingo, um milhão de seguidores na plataforma social de vídeos curtos que tentou proibir enquanto presidente por razões de segurança nacional.

A decisão de aderir à plataforma ajudará o antigo presidente a chegar aos eleitores mais jovens na sua terceira candidatura à Casa Branca. Trump numa corrida renhida com o atual presidente democrata Joe Biden para as eleições de 5 de novembro.

A campanha eleitoral de Biden já está no TikTok, apesar de o mesmo ter assinado um projeto de lei que proibiria a aplicação, utilizada por 170 milhões de americanos, se o seu proprietário chinês ByteDance não a desinvestir.

Trump publicou um vídeo de lançamento na sua conta, que tem o endereço @realdonaldtrump, na noite de sábado, 1, no qual aparece a cumprimentar os fãs num combate do Ultimate Fighting Championship em Newark, New Jersey.

A campanha de Trump não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A ByteDance está a contestar em tribunal a lei que a obriga a vender o TikTok até janeiro próximo ou enfrentará uma proibição. A Casa Branca diz que quer acabar com a propriedade chinesa por razões de segurança nacional.

O TikTok argumentou que não partilhará os dados dos utilizadores dos EUA com o governo chinês e que tomou medidas substanciais para proteger a privacidade dos seus utilizadores.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest