Estados Unidos “estão com tudo na África e com a África”, diz secretária do Tesouro

A secretária do Tesouro americana, Janet Yellen, disse que “os Estados Unidos “estão com tudo na África e com a África” e reiterou que “o nosso envolvimento não é transacional, não é para exibição e não é de curto prazo”.

A governante é esperada em Dakar, capital do Senegal, para encontros com o Presidente Macki Sall e o ministro das Finanças, Mamadou Moustapha Ba, aos quais vai reiterar a nova estratégia para o continente, enfocada “no que podemos fazer juntos, e não no que podemos fazer um pelo outro”.

“Os Estados Unidos estão com tudo na África e com a África”, disse Yellen, acrescentando que “o nosso envolvimento não é transacional, não é para exibição e não é de curto prazo”.

A secretária do Tesouro destacou a “modernização” do “relacionamento, focando no que podemos fazer juntos, e não no que podemos fazer um pelo outro”.

Na sua intervenção, Janet Yellen pediu também aos governos para a necessidade de “mais responsabilização e transparência”.

“Os países precisam ser cautelosos com acordos brilhantes que podem ser opacos e, em última análise, não beneficiar de facto as pessoas que supostamente foram projetadas para ajudar em primeiro lugar”, alegou Yellen, para quem “isso pode deixar os países com um legado de dívidas, desvio de recursos e destruição ambiental”.

A governante realçou que o seu Governo prioriza “transparência, boa governança, responsabilização e sustentabilidade ambiental”.

Depois de Dakar, a secretária do Tesouro visita a Zâmbia e a África do Sul.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest