EUA: Grande ponte de Baltimore desmorona-se após colisão de navio

As equipas de busca e socorro estão a procurar 20 pessoas desaparecidas após a queda de uma ponte na cidade de Baltimore, Maryland, no leste dos Estados Unidos.

Um navio porta-contentores embateu numa coluna de suporte da ponte Francis Scott Key na terça-feira, provocando o seu colapso. Vários veículos caíram no rio Patapsco por volta da 1h30 da manhã, hora local, segundo as autoridades.

O navio era um porta-contentores de bandeira de Singapura, chamado Dali, que tinha deixado o porto cerca de 25 minutos antes e se dirigia para Singapura.

Synergy Marine Corp, os gestores do Dali disseram que todos os membros da tripulação, incluindo os dois pilotos a bordo, foram contabilizados.

Os suportes de aço retorcidos estavam sobre o convés do navio, sobre o qual se encontravam pilhas de contentores que balançavam precariamente – acrescentando uma dimensão adicional de perigo aos trabalhos de salvamento e recuperação.

O Presidente da Câmara de Baltimore, Brandon Scott, disse que o incidente foi uma “tragédia impensável”, acrescentando que “temos de pensar nas famílias e nas pessoas afectadas, nas pessoas que temos de tentar encontrar”.

Scott descreveu as imagens da colisão como “algo saído de um filme de ação”.

As imagens parecem mostrar o navio a escurecer duas vezes nos momentos que antecederam a colisão, possivelmente indicando algum tipo de falha de energia a bordo.

Não houve confirmação imediata da causa do desastre, mas o Comissário da Polícia de Baltimore, Richard Worley, disse que não havia “nenhuma indicação” de terrorismo.

Uma enorme equipa de emergência entrou em ação após a colisão, que ocorreu por volta da 1:30 da manhã (05:30 GMT), com veículos de primeira intervenção a aglomerarem-se na costa.

A temperatura da água rondava os 9 graus Celsius, o que reduziu a possibilidade de sobrevivência.

O chefe dos bombeiros de Baltimore, James Wallace, disse que o sonar tinha “detectado a presença de veículos” no porto, mas não quis fazer uma estimativa do número de veículos.

Uma pessoa foi levada para o hospital em “estado muito grave”, disse Wallace, acrescentando que uma segunda pessoa retirada da água não sofreu ferimentos.

“Podemos estar à procura de mais de sete indivíduos”, disse.

c/ AFP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest