EUA vão vetar resolução que pede cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza

Os Estados Unidos deverão vetar um plano da Argélia a ser submetido ao Conselho de Segurança da ONU esta semana que pede um cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza, disse a embaixadora dos Estados Unidos junto daquele organismo, Linda Thomas-Greenfield.

A diplomata afirmou numa declaração que os Estados Unidos têm estado a trabalhar há várias semanas numa “resolução sustentável” para o conflito em Gaza que prevê “um período de calma de pelo menos seis semanas e do qual se poderia então tirar tempo e adoptar medidas para se contruir uma paz mais durável”.

Thomas-Greenfield acrescentou que esse plano dos Estados Unidos tem estado a receber contribuições de Israel, Egipto e outros e representa “a melhor oportunidade” para se garantir a libertação dos reféns e a entrega de ajuda aos palestinianos.

Linda Thomas-Greenfield, Embaixadora dos EUA nas Nações Unidas.

A declaração afirmou que o plano argelino não irá alcançar os mesmos resultados e “poderá ser contrário a eles”.

Ontem pelo menos 68 pessoas morreram em bombardeamentos israelitas na zona central de Gaza.

A Organização Mundial de Saúde disse, entretanto, que o Hospital Nasser em Khan Younis deixou de funcionar.

O hospital tem estado cercado por forças israelitas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest