Gantz, importante ministro do Gabinete de Guerra de Israel renuncia

Benny Gantz, antigo ministro da Defesa e político centrista, que integrava o Gabinete de Guerra do Governo de Israel desde os ataques do Hamas no dia 7 de outubro de 2023, anunciou a sua renuncia neste domingo, 9.

Benjamin “Benny” Gantz era ministro sem pasta desde que se juntou ao Executivo de Benjamin Netanyahu, mas antes serviu como ministro da Defesa entre 2020 e 2022 e como vice-primeiro-ministro entre 2021 e 2022.

De 2020 a 2021, ele foi o primeiro-ministro suplente

A renúncia de Gantz não representa uma ameaça para o Governo de Netanyahu, que ainda controla uma coligação maioritária no Parlamento, mas o primeiro-ministro torna-se cada vez mais dependente dos seus aliados de extrema-direita.

A presença de Gantz aumentou a credibilidade de Israel junto dos seus parceiros internacionais por ter boas relações, por exemplo, com as autoridades americanas, tendo sido recentemente recebido pela vice-Presidente Kamala Harris.

Ele havia anunciado que deixaria o Governo até ontem se Netanyahu não formulasse um novo plano para Gaza do pós-guerra.

C/AFP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest