Importante cidade turística chinesa isolada para conter surto de Covid-19

A cidade turística de Sanya, no sul da China, impôs um bloqueio neste sábado (6) e restringiu as ligações de transporte para tentar conter um surto de COVID-19, que ocorre quando cerca de 80 mil visitantes desfrutam das suas praias na temporada alta.

As restrições entraram em vigor, nas primeiras horas, após as autoridades terem afirmado que a situação do COVID-19 era “muito grave” e os movimentos das pessoas estavam sendo restringidos.

As autoridades não informaram quando as medidas podem ser suspensas, mas disseram que os turistas que desejam deixar a cidade, que fica na ilha de Hainan, teriam que mostrar cinco testes negativos de PCR ao longo de sete dias.

“Pedimos ao público em geral e aos turistas que entendam e deem o seu apoio”, disseram as autoridades em comunicado na conta WeChat do governo da cidade.

A cidade registrou 263 casos de COVID-19, na sexta-feira, ante 11 dois dias antes. Foi detetada a subvariante Omicron BA.5.1.3.

O bloqueio ocorre na alta temporada turística da cidade, que também é conhecida por suas compras duty-free e abriga vários hotéis sofisticados administrados por empresas internacionais, incluindo IHG e Marriott International.

O vice-prefeito, He Shigang, disse à emissora estatal CCTV que havia cerca de 80 mil turistas na cidade, mas que os casos ocorreram principalmente entre os residentes.

As autoridades disseram em conferência de imprensa, no sábado, que os turistas conseguiriam hotéis pela metade do preço se tivessem que prolongar a estadia.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us